Notícias

Beth Goulart, filha de Nicette Bruno, recebe nova dose da vacina e diz: ”Lembro de minha mãe”

Beth goulart

Beth Goulart, filha de Nicette Bruno, celebrou ao receber a dose de reforço da vacina contra covid-19, na última terça-feira (16). A atriz usou o Instagram para agradecer aos profissionais de saúde e relembrar a mãe, que é uma das mais de 610 mil vítimas da doença no país.



“Dose de reforço. Gratidão a todos os profissionais da saúde, viva a ciência!”, celebrou Beth na legenda da publicação. Em seguida, ela relembrou que Nicette Bruno foi contaminada com o coronavírus na mesma data.

“A cada dose da vacina lembro de minha mãe. Exatamente neste dia 16 de novembro, minha mãezinha pegou Covid”, contou. Nicette contraiu o vírus em uma reunião família, após 10 meses isolada. A atriz foi internada cerca de 13 dias depois de ser infectada.

Nas semanas que precederam sua morte, a artista foi sedada, dependia da ventilação mecânica para respirar e realizou hemodiálise, tratamento que consiste na remoção do líquido e substâncias tóxicas do sangue. Apesar da medida ter tido algum efeito, seu estado continuou grave. Nicette não resistiu e morreu no dia 20 de dezembro, aos 87 anos, no Rio de Janeiro (RJ).


 




Ver essa foto no Instagram




 

Uma publicação compartilhada por Beth Goulart Oficial (@bethgoulartoficial)

TERCEIRA DOSE LIBERADA

O Ministério da Saúde anunciou, na manhã de terça-feira (16), que todos os brasileiros maiores de 18 anos poderão receber a dose de reforço da vacina contra a covid-19. Além disso, também foi divulgado a redução entre o intervalo entre as doses do imunizante.

A partir de agora, quem completou o esquema vacinal há cinco meses já poderá recorrer a um posto de saúde para receber o reforço. O intervalo entre a dose única/segunda dose e a ‘dose adicional’ era de seis meses.

A recomendação do Ministério da Saúde é que a pessoa receba um imunizante diferente do aplicado nas primeiras vezes. “É preferencial que a dose adicional seja com uma vacina diferente. No Brasil usamos a Pfizer, mas em um eventual desabastecimento pode ser usada outra plataforma”, disse o ministro Marcelo Queiroga.

Com a mudança, o calendário de vacinação não será divulgado por faixa etária, porém cada pessoa deverá buscar a vacinação a partir da data de aplicação de sua última vacina.

“Quebramos estigmas em papéis gays”: Jake Gyllenhaal sobre atuação em “O segredo de Brokeback Mountain”

Artigo Anterior

Web aponta privilégio branco de Dayane em ‘A Fazenda’

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.