Comportamento

Blogueira revela que não vai ter filhos para “salvar o planeta” da superpovoação e recebe críticas

3 capa Blogueira revela que nao vai ter filhos para salvar o planeta da superpovoacao e recebe criticas

Emma acredita que existe “gente demais” no mundo e apenas “destroem o planeta”, por isso ela decidiu não contribuir com o consumo de recursos naturais tendo filhos.



Não são todas as mulheres que querem ser mães, e cada vez mais essa é uma realidade mais abordada pelo público feminino. Antigamente era comum esses pensamentos serem enterrados pela necessidade da esposa de “dar filhos” para o marido, sem chances de se recusar à maternidade.

Cada mulher tem um motivo para optar pela ausência de crianças (e elas nem sequer precisam ter motivos), como o apreço pela liberdade, o ritmo frenético de trabalho, incompatibilidade de horários, falta de companheiro ou companheira (para quem não quer embarcar na jornada sozinha), entre outros. Emma Luther, de 40 anos, tem um motivo completamente diferente para não ter filhos: ela quer “salvar o planeta”.

A blogueira inglesa, que vive em Cotswolds, acredita que já existe “gente demais” no mundo e que isso cada vez mais colabora para o consumo acelerado dos recursos naturais, que está “destruindo o planeta”.


Bem resolvida com a questão há anos, a mulher revela que esse posicionamento tem sido um grande problema em todos os relacionamentos que começa, já que a maioria dos homens deseja ter filhos.

Emma pensa dessa maneira desde muito jovem, e a pandemia a fez ter ainda mais certeza de sua decisão. Ela conta ao Daily Mail que ainda criança já tinha a sensação de que o planeta estava superpovoado, e lembra um episódio ocorrido aos 10 anos: sua tia ficou horrorizada quando ela disse a todos os familiares que não teria filhos por esse motivo.

3 2 Blogueira revela que nao vai ter filhos para salvar o planeta da superpovoacao e recebe criticas

Direitos autorais: reprodução Instagram/@ekluther.

Aos vinte e poucos anos, Emma encerrou um relacionamento com um homem que “realmente amava” por ele desejar filhos, e esse seria, justamente, o único obstáculo que não conseguiriam transpor juntos. Nascida e criada no campo, o contato com a natureza estreitou seus laços com o meio ambiente e fez com que sempre batalhasse por sua preservação.


A única vez que sentiu que poderia mudar de ideia foi quando sua mãe faleceu, em 2006. Nesse momento, em seus pensamentos, ela se imaginava cuidando de uma criança, assim como sua mãe havia feito. Um terapeuta, que a ajudou nesse processo de aceitação do luto, perguntou se aquela não era apenas uma tentativa de “substituir a perda por amor”, e seu desejo por filhos desapareceu.

3 3 Blogueira revela que nao vai ter filhos para salvar o planeta da superpovoacao e recebe criticas

Direitos autorais: reprodução Instagram/@ekluther.

Emma tem muitos amigos com filhos, mas isso não influencia nos laços de amizade. Ela os respeita e é respeitada, e está tudo bem. A blogueira conta que não ter filhos não é o único esforço que faz em prol do meio ambiente, ela recicla, consome menos, apoia o comércio local e compra produtos orgânicos.

Enquanto isso, ouve seus amigos dizerem o quanto gastam com suas famílias, o montante de lixo que produzem (com a quantidade de fraldas descartáveis que lançam na natureza) e como se sentem exaustos agora, que são pais.


Mesmo sabendo que muitas pessoas a acham egoísta e recebendo muitas críticas em suas redes, ela revela que prefere empenhar sua energia em salvar o planeta e não com a maternidade.

3 4 Blogueira revela que nao vai ter filhos para salvar o planeta da superpovoacao e recebe criticas

Direitos autorais: reprodução Instagram/@ekluther.

O que você acha disso?

Comente abaixo e compartilhe este relato nas suas redes sociais!


Mais de 30 bebês são salvos da paralisia em cirurgia “inovadora” feita dentro do útero!

Artigo Anterior

Casal de lésbicas “adota” amiga 20 anos mais velha para que ela não fique em asilo. São uma família!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.