ColunistasComportamentoReflexão

A bondade vale mais que um diploma!

A BONDADE VALE MAIS DO QUE QUALQUER DIPLOMA FOTO DE CAPA E FOTO 02

Ser Bondoso Vale Mais que Um Diploma



Certa vez li um post sobre a ida do autor a um festival de música. Ele descreveu a experiência como “mágica” pela sincronia com que tudo se desenrolou.

Revelou também uma experiência que fazia sempre que ia a um sítio, para avaliar a sua qualidade. O teste é o seguinte: sorri para toda a gente, e conta a quantidade de pessoas sorri de volta. Quantos mais retornos, maior a qualidade do lugar.

Se fizéssemos esta experiência no dia a dia, provavelmente iríamos surpreender-nos com a qualidade de sítios que nem estávamos à espera.


A BONDADE VALE MAIS DO QUE QUALQUER DIPLOMA - FOTO 01

As pessoas não esperam sorrisos – não é ético, não fica bem, nem se pode confiar em estranhos sequer com um olhar – isto é o que dizem.

Mas a experiência diz o contrário. A bondade é como um pó de perlimpimpim que, ao adicionarmos nem que seja em quantidade concentrada, muda completamente o cenário e as reações.

Quando sorrimos a alguém de longe, as reações são sempre extraordinárias. É como se disséssemos a alguém: “estás no mesmo lugar que eu, por isso sê bem-vindo”.


E o mesmo se passa com a bondade. Uma coisa tão mínima como cumprimentar um vizinho, segurar a porta a alguém que vai entrar, pagar um café a um amigo…faz toda a diferença no dia de alguém.

E o melhor é que é sempre inesperado, uma agradável surpresa. E há aquelas pessoas que sempre nos surpreendem pela sua bondade, não porque acham que é o certo a fazer, mas porque se sentem inspirados o tempo todo.

Em vez de reclamarmos da escassez de bondade, falemos da presença dela, notá-la até nas pequenas coisas, nos mais breves momentos.

Bondade pode ser simples simpatia, um sentimento convidativo, como quem abre a porta para a casa confortável num dia chuvoso.


Todos temos isso, uns mais que outros, como uma aura.

Numa sociedade talvez demasiado focada em parecer sério e bem sucedido, acha que o sucesso depende de títulos dados por pessoas igualmente sérias.

A verdadeira miséria é quando alguém não consegue ser bom para o seu semelhante. Alguém tão embrenhado nas complexidades do que parece digno e prestigioso, que se esquece de praticar humanidade.

A BONDADE VALE MAIS DO QUE QUALQUER DIPLOMA - FOTO DE CAPA E FOTO 02


Ser humano é tão simples como coexistir exercendo a bondade, sem cobrar. Uma mente clara entende que não existem diferenças ou separações que impeçam a harmonia.

Somos todos iguais porque temos impregnados em nós a noção de paz. As crianças entendem, mas elas não dispõem de diploma que diga “foi simpático com uma pessoa diferente dela”. Nem os adultos precisam.

Um adulto é quem reforça aquilo que nasceu a saber, mesmo antes dos seus pais lhe ensinarem. Alguém que manteve o coração intacto mesmo com as maldades do Mundo, porque não é por alguém lhe ter feito mal que ele vai desaprender a sua aprendizagem de nascença.

Somos árvores bem enraizadas, por isso é que nos sabe tão mal ver drama, guerra e discriminação – apenas o que é natural nos faz bem ao espírito. A bondade é natural, por muitas contrariedades que sejam ensinadas.


Eu não acredito, eu sei.

10 lições que a vida nos ensina

Artigo Anterior

Às vezes é preciso trocar as sementes, em outras, o solo. Só não podemos deixar de semear…

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.