Notícias

“Branco acha que só eles têm advogados”, ironiza Paulo Viera após polêmica

Humorista se manifestou após a influenciadora Mayra Cardi afirmar que iria processá-lo por acusação de gordofobia.
Paulo

O humorista Paulo Vieira, de 29 anos, se manifestou, na tarde de hoje, com uma ironia após a influenciadora Mayra Cardi, de 38, afirmar que iria processá-lo por acusação de gordofobia, sobre comentário relacionado ao marido, Arthur Aguiar, no “BBB 22” (Rede Globo).

Por meio do Twitter, o artista, que terá um quadro de humor no “Big Brother Brasil 22”, não citou o nome de Mayra Cardi, mas debochou dizendo que ‘só brancos’ pensam que tem advogados.

“Branco acha que só eles têm advogados”, escreveu ele, na publicação.

Nos comentários, os fãs e amigos de Paulo Viera se mostraram cientes de que a manifestação era uma resposta ao aviso de processo. “Se te processarem, eu te defendo, Paulo”, escreveu um internauta. “Vai, Paulo, ganha uma grana e compra pão para todo mundo aqui”, brincou outro seguidor.

print paulo vieira

Direitos autorais: Reprodução/Twitter.

A polêmica

A influenciadora Mayra Cardi declarou, na tarde de hoje, que vai processar o humorista Paulo Vieira através dos stories, no Instagram. Ela, que lamentou o fato de seu marido Arthur Aguiar ter comido pão dentro do “BBB 22” (TV Globo), alega que é inadmissível ser chamada de gordofóbica após ‘emagrecer mais de 500 mil pessoas’.

Em postagem no Twitter, Paulo, um homem gordo, escreveu: “É involuntário. Mas a gordofobia da moça faz brotar em mim um ‘bem feito’ para cada gaia que já levou”, escreveu ele – e apagou a publicação horas depois.

Ele, apesar de não citar nomes, faz referências às traições de Mayra por seu marido, Arthur. Mayra, então, afirmou que sua crítica à alimentação do ator era uma brincadeira, e revelou estar o”muito chateada”.

“Prefiro acreditar que as pessoas entenderam que foi uma brincadeira e preferem agir na maldade para atrair holofotes, dar palco. Então, tá bom, você vai dar palco lá no juiz”, ameaçou. “Eu queria deixar claro que isso não vai ficar impune, essa pessoa vai ser processada… Porque dinheiro tem que ser usado da melhor forma possível, e nesse caso se tiver que ser usado para processar 1 milhão de pessoas, ele vai ser”, disse.

“Você me acusou de gordofobia, que é uma coisa inadmissível pra mim. Uma coisa que tenho repúdio, repulsa”, acrescentou ela. “O Brasil inteiro sabe que eu trabalho com emagrecimento, eu emagreci mais de 500 mil pessoas. Então, se tem uma pessoa que tem o lugar de fala dentro do emagrecimento, essa pessoa sou eu”, completou.

No vídeo que polemizou nas redes sociais, Mayra diz que Arthur “não podia ter comido pão”. “Você acabou de destruir todo o trabalho que eu fiz no seu corpinho. Nove quilos se foram à toa? Trinta dias trabalhando pra ter esse corpinho aí, bonito para o Brasil todo ver, e você me come pão? Não faça isso!”, repreendeu.

0 %