Pessoas inspiradoras

Brasileira ganha R$ 600 mil por mês vendendo coxinhas a R$ 1,00!

coxinha capa

Não há dúvidas de que a coxinha é o salgado mais popular do Brasil. E com tantos brasileiros ávidos por essa massinha frita recheada com frango, ganha dinheiro quem tiver visãoempreendedora e criatividade. É o caso da capixaba Lorena de Carvalho, de apenas 22 anos, que hoje fatura mais de R$ 600 mil todos os meses vendendo coxinhas a R$ 1 real.



Com um investimento de R$ 60 mil, Lorena e sua família deram início, em 2011, ao Zé Coxinha, uma lanchonete que vende copos com mini-coxinhas. O copo contendo 15 delas sai por R$ 1, valor justo para o consumidor e que rende até 16% de lucro à empresária.

Apelidada de “Rainha das Coxinhas”, Lorena transformou o negócio em franquia e já tem mais de 15 lojas da marca que, além de coxinhas, também vendem quibe e “coxinhas de queijo”. A fim de acompanhar a fome dos clientes, foi preciso investir em uma fábrica para abastecer as lanchonetes, projeto no qual foram investidos cerca de R$ 2,5 milhões.

Para atender à demanda das lojas, são usados todos os dias mais de 1 tonelada de farinha e 600 kg de frango. Pouco maiores que uma moeda de 10 centavos, as apetitosas coxinhas já conquistaram o paladar dos brasileiros, além de terem se provado um excelente negócio para a jovem empresária.


coxinha01

coxinha02

coxinha03

coxinha04


coxinha05

Todas as fotos © Zé Coxinha

Se a coxinha é o salgado favorito do brasileiro, podemos dizer que o brigadeiro é o doce da nação. E os empresários também têm investido nele. É o caso do MY Sweet Brigadeiro, que vende o doce brasileiro em Nova York e do chef Gustavo Johnson, que criou uma versão do brigadeiro que é rica em proteínas, pensando em quem cuida do corpo e frequenta academias.


Via: Hypeness

 

Sistema ecológico permite transformar rios poluídos em incríveis jardins flutuantes!

Artigo Anterior

Retratos emocionantes mostram moradores de rua com seus animais de estimação!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.