Brio: uma qualidade das pessoas valorosas!

Brio: o compromisso consigo mesmo!



Brio é uma palavra em desuso, pois assim como existe a moda para roupas, estilos musicais, “points” frequentados, carros, etc, existe o modismo na linguagem, pelo menos na língua portuguesa.

Com frequência aparecem novas expressões, novas palavras, oriundas das declinações de outras, assim como também há interferência de outros idiomas, sobretudo do inglês.

Existem também as gírias que, de tempos em tempos, incluem nos vocabulários coloquiais expressões que se ouve por um período, caindo em desuso depois de um tempo para surgirem outras novas.

Há ainda algumas palavras que se poderia dizer que são ultrapassadas e outras que o são de fato, pois ao ouvi-las de tão antigas que são, nem mesmo sabemos o seu significado.


Eu tentei encontrar outra palavra que substituísse “brio”, poderia ser dignidade, vergonha na cara, hombridade ou outra qualquer, mas me parece que brio é brio e pronto, nenhuma outra palavra pode substituí-la.

Especialmente, quando o assunto é sentir-se constrangido pelos seus próprios atos, quando sentimos vergonha por uma conduta nossa que reprovamos e que poderíamos ter evitado. Quando ficamos constrangidos conosco mesmos.

É diferente, por exemplo, ter brio diante dos colegas ou da chefia por ter cometido um erro profissional, do que sentir vergonha por ter exagerado na bebida em uma determinada festa.

Podem ser sentimentos semelhantes, mas são coisas diferentes.


Brio é não aceitar ferir a si mesmo por um ato mal cometido, por um desempenho sofrível, algo de si para consigo mesmo e nada tem a ver com o julgamento dos outros a seu respeito.

A vergonha, diferentemente, é o receio que temos do que os outros vão pensar a nosso respeito, nossa consciência pode até nos acusar, mas a preocupação está na má impressão que causamos aos outros.

Brio tem a ver com dignidade com respeito por si mesmo, que é transgredido quando cometemos um ato pelo qual somos inquiridos e sabemos da nossa real responsabilidade por ele. É um sentimento mais profundo e muito mais sério do que a vergonha.

A pessoa que tem brio dá o melhor de si para alcançar os resultados desejados, o autorrespeito e o respeito alheio. Empenha-se, sinceramente, para não ser necessário enfrentar constrangimentos naquilo que mais valoriza em si mesmo.

Brio é quando levamos algo muito a sério, algo com o que estamos profundamente envolvidos. É ter orgulho do que se é capaz e ter a dignidade ferida naquilo que mais admiramos em nós mesmos por nossa própria responsabilidade. É sentir constrangimento por um ato cometido, mesmo que ninguém saiba ou esteja vendo.

Preservar o brio significa andar de cabeça erguida, poder olhar de frente nos olhos do mundo.

Brio pode ser uma palavra em desuso, mas o seu significado sempre será atual, pois uma pessoa de brio é uma pessoa honrada, que cumpre seus compromissos e se cobra por isso.

É uma qualidade das pessoas valorosas, que permitirá que o indivíduo se comporte com altivez em toda e qualquer circunstância.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.