Animais

Cachorro é abandonado por tutores que desconfiavam que ele era gay

Foto: Reprodução
Cachorro e abandonado porque seus ex donos acham que ele e gay capa

O caso ocorreu na Carolina do Norte, nos EUA, e as suspeitas da homossexualidade do cachorro surgiram depois de ele ser visto “cruzando” com outro cachorro.

Um cãozinho foi abandonado pelos donos depois que eles suspeitaram que ele era gay. Um caso de homofobia contra animais, se é que existe tal coisa!

O caso ganhou repercussão nas redes sociais e nos canais de TV do condado de Stanly, no estado da Carolina do Norte, nos EUA.

De acordo com informações do veículo de notícias USA Today, as pessoas que abandonaram Fezco – o nome do cãozinho – acreditavam que ele era gay pois teriam o visto “cruzando” com um outro cachorro macho e por conta disso decidiram deixá-lo. O animal que tem entre 4 e 5 anos é amigável com outros animais e pessoas, de acordo com as descrições do abrigo que o acolheu.

Segundo informações da sociedade Americana de Prevenção da Crueldade contra Animais (ASPCA), por mais estranho que possa parecer dois cães do mesmo sexo tendo interações como as de uma cruza, esse comportamento é comum entre a maioria dos cachorros e não significa que ele seja atraído por outro animal do mesmo sexo.

Cachorro e abandonado porque seus ex donos acham que ele e gay ft1

Direitos autorais: Reprodução.

Ainda de acordo com a ASPCA, machos montando em machos (bem como em pessoas e objetos) ou mesmo se estimulando sexualmente sozinhos estão apenas desempenhando comportamentos normais, exibidos pela maioria da espécie.

Nas redes sociais, internautas disseram que a decisão dos ex-tutores de Fezco foi vergonhosa. A história do cãozinho abandonado rapidamente viralizou nas redes e fez várias pessoas se questionarem como seria capaz para alguém deixar um pet para trás por um motivo tão sem nexo.

Conforme informações da WCCB Charlotte, o animal foi encaminhado para um abrigo, em busca de um novo lar. Ele foi descrito como dócil e um bom companheiro.

E felizmente essa história de “homofobia contra animais” teve um final feliz!

Um casal gay adotou o animalzinho, que agora se chama Oscar, uma homenagem ao autor Oscar Wilde.

Steve Nichols, um dos novos tutores de Oscar, disse que quando ficou sabendo de sua história achou o motivo de seu abandono sem sentido e logo sentiu uma conexão com o animal. Ele e o parceiro, John, achou que seria uma boa ideia de o suposto cão gay fosse adotado por uma família homossexual amorosa.

Steve e John estão juntos há mais de 30 anos e nesse meio tempo sofreram na pele os males da homofobia. Eles entendem muito bem a intolerância e ignorância de pessoas como os antigos tutores de Oscar e na sua trajetória nem sempre eles puderam se defender desses atos de preconceito, mas quando souberam da história do cão hostilizado e abandonado por ser gay, eles sabiam que podiam fazer a diferença naquele caso.

3 Cachorro e abandonado por tutores que desconfiavam que ele era gay

Direitos autorais – Reprodução / Arquivo pessoal

Um veterinário já foi designado para cuidar de Oscar, o doutor William Pressly castrá-lo e garantir que ele esteja saudável para se juntar a sua nova família. Além de ter sido abandonado, o médico notou que o cão não recebia os cuidados necessários daqueles que eram responsáveis pelo seu bem estar quando ainda se chamava Fezco.

Pressly trabalha como voluntário em vários casos de resgate de cães pelos Estados Unidos e disse que condena qualquer tipo de abandono, seja qual for o motivo. Afinal, quando você adota qualquer pet, é preciso ter consciência de que ele será sua responsabilidade para sempre. Tutores precisam ter essa noção e saber que abandonar um animal indefeso à própria sorte é um ato vil e criminoso.

No Brasil, o ato de abandonar ou deixar o animal sem assistência é passível de pena, de três a um ano, e também uma multa. Isto se aplica ao abandono de gatos, pássaros em gaiolas, cachorros e mais. O abandono de animais de grande porte também é crime no Brasil.

0 %