publicidade

Cachorro se apaixona por gatinha abandonada e a adota como filha. Eles são grandes parceiros!

A união de cachorros e gatos sempre foi a mais perturbada do reino animal, no entanto, Pax e Polly mostram que há um lindo terreno para ser descoberto. Um lindo laço de amizade!



Cães e gatos praticam uma das rivalidades mais intensas em qualquer lugar do mundo. É sempre confusão, quando eles se encontram. Latidos, agitação, fuga e perseguição. Quem tem um pet sabe o quanto a briga pode gerar estresse e perigo para algum dos lados.

No entanto, apesar de o clichê muitas vezes estar correto, sempre há exceções para a regra. Nas nossas casas mesmo, é possível criar as duas raças sem que a coisa descambe para a baixaria todos os dias. Cães e gatos unidos no mesmo lar se respeitam e vivem em harmonia, quando amados e cuidados devidamente.

Com tudo isso dito, ainda há uma categoria que é a exceção mais radical, a de animais que adotam os de outra espécie, como se fossem deles próprios. O caso desses dois é uma dessas histórias especiais que dão gosto e muita emoção.

Direitos autorais: reprodução instagram/@ pollyandpax.

Como a própria dona dos animaizinhos diz, foi amor à primeira vista para os dois. Polly, a gatinha da história, foi abandonada no quintal da casa de Morgan.

Não se sabe como ela chegou lá, mas como estava muito debilitada e com medo, a mulher não quis assustá-la.


Para se aproximar da pequena, Morgan, que cria quatro animais em casa (gatos e cachorros), resolveu colocar um de seus gatos para que a gatinha se sentisse mais confortável.

No entanto, foi o labrador de 12 anos, Pax, que teve a melhor sintonia com o novo integrante da casa.


Desde o primeiro momento, o cachorro adotou a pequena gatinha, batizada de Polly. Pax e Polly têm atualmente um perfil no Instagram bem movimentado, com mais de 19 mil seguidores.

O cachorro assumiu o papel de mãe e passou a dar banho para retirar as pulgas de Polly e lhe fornecer colo e calor para que pudesse dormir e se recuperar tranquilamente, e se tornou o melhor parceiro dela.

À medida que ela foi crescendo, a curiosidade felina começou a bater forte, mas Pax continua sendo o melhor amigo dessa gatinha. E Polly não perdoa nem um momento o velho cachorro. Com toda a energia juvenil, ela o atenta, morde, belisca, salta, é uma travessura atrás da outra.

Como a exceção, Polly e Pax são o que há de mais bonito em uma relação de seres diferentes. Com muito amor para dar, o cachorro criou a gatinha como se fosse sua filha, uma linda demonstração de carinho canino e felino.

O que você acha da conexão desses dois?

Curta e compartilhe este texto com os amigos!

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.