4min. de leitura

Cada um com seus problemas (ou soluções). Você com o seu, eu com o meu e todos juntos com os nossos, entende?

Existe um famoso refrão que diz “cada um com seu cada qual”, então vamos poupar nosso precioso tempo e parar agora mesmo de nos preocupar com o que os outros pensam. Porém, que fique aqui bem claro, que isso não nos impede de ter responsabilidade emocional com as pessoas que convivemos. Não devemos tentar agradar, mas devemos sempre respeitar.


Eu não sei você, mas no mundo em que vivemos, onde os valores estão sendo perdidos e a humanidade massacrada por essa imposição de perfeccionismo, que não vem só da sociedade, mas de quase todas as redes sociais, acho importante reforçar alguns pontos, para que possamos manter nossa sanidade mental.

Eu almejo paz de espírito, acima de qualquer outra coisa, e já aprendi que um dos piores erros que podemos cometer na vida, é tentar (e querer) agradar todo mundo.

Existe um famoso refrão que diz “cada um com seu cada qual”, então vamos poupar nosso precioso tempo e parar agora mesmo de nos preocupar com o que os outros pensam. Porém, que fique aqui bem claro, que isso não nos impede de ter responsabilidade emocional com as pessoas que convivemos. Não devemos tentar agradar, mas devemos sempre respeitar.


Pensamos demais, temos medo de ser diferentes, acreditamos que não somos capazes ou até mesmo que não somos bons o suficiente. Vivemos presos às lembranças do passado, ou ansiosos por tudo que o futuro nos reserva (ou não), estamos, cada vez mais, sacrificando a nossa felicidade para deixar que os outros sejam felizes e tudo isso porque queremos aceitação.

Temos necessidade de uma reafirmação constante do nosso valor, da nossa beleza, nossos talentos, nossa competência e de como e o quanto somos amados. 

Por que? Para quê ou para quem?


Porque estamos vivendo sob forte pressão do mundo, para seguir um padrão que está sempre apontando dedos intimidantes e assustadores bem na nossa cara, para nos fazer questionar, sobre quem e o que somos!

A notícia boa é que você pode redefinir agora mesmo, quais serão os seus padrões, e por vontade própria segui-los, se perceber que isso o fará feliz.

Mas se eu puder lhe dar um conselho, viva sua vida com base no padrão do amor, da compaixão e da gratidão pela vida, e nunca se esqueça de que você não precisa de autorização de nada e de ninguém para viver a sua vida, da maneira que melhor lhe convém.

Jamais mude porque alguém disse que seria melhor, e jamais tenha medo de mudar, se a mudança for um desejo do seu coração. Quem manda e quem decide é você. E se alguém questionar suas escolhas, apenas mostre sua carteirinha do livre-arbítrio, assinada e carimbada por Deus, e siga sua vida sem dar muitas explicações.

Cada um com seus problemas, ou soluções, cada um com seu cada um. Você com o seu e eu com o meu, e todos juntos com os nossos, entende?


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: azgek / 123RF Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.