Cada um lida com a dor da sua maneira, não devemos julgar o processo de outra pessoa

4min. de leitura

Ninguém sofre da mesma maneira que o outro, as pessoas são diferentes e encaram suas dores com base numa série de fatores, e não nos cabe julgar se fazem isso de maneira certa ou errada.



Ver uma pessoa sofrer pode desencadear diversos sentimentos e reações em nós. Podemos sentir tristeza, desconforto e empatia, porque já passamos pela mesma situação e sabemos quão difícil pode ser, ou sentir indignação, porque pensamos que elas estão sendo fracas e nós lidaríamos com a mesma situação de forma muito diferente.

Na maioria das vezes, podemos escolher a segunda opção por acreditar que, pela nossa experiência, temos o direito de opinar sobre o sofrimento alheio, mas precisamos refletir muito sobre esse assunto, porque ele é realmente muito sério.

A dor é algo muito particular, não existe uma maneira certa de expressá-la, cada um sofre de um jeito, que é influenciado por suas personalidades e experiências, e não cabe a nós julgar, mas sim compreender e aceitar.


Algumas pessoas sofrem quietas, em silêncio, outras sentem-se melhor deixando suas dores transparecerem, outras preferem que todos saibam que estão sofrendo, e há ainda quem esconda as dores por trás de um rosto sério.

Algumas pessoas buscam conselhos sábios de todos ao seu redor, outras preferem se orientar por sua intuição ou com a ajuda de profissionais. Algumas conseguem canalizar suas dores em coisas produtivas, em pouco tempo, enquanto outras precisam de anos para conseguir se libertar de marcas interiores.

Cada um de nós experimenta a dor de uma forma, e nenhuma está errada. Quem somos nós para nos colocar em posição de juízes, quando também estamos aprendendo a cada dia?

A vida não é fácil para ninguém, cada um está fazendo o seu melhor dentro das próprias possibilidades, a fim de viver um dia melhor do que o outro, e devemos oferecer o nosso apoio a quem encontrarmos, em vez de olhares tortos e palavras duras.


Nem todo mundo descobre tão rapidamente aquilo que é melhor para si mesmo. Nem todo mundo tem a resiliência tão desenvolvida ou grande experiência em se recuperar de traumas e recomeçar a vida.

Caminhamos em ritmos diferentes, precisamos aprender a respeitar as pessoas que não seguem os mesmos passos que nós. Não há uma maneira totalmente certa de se lamentar, mas existe uma muito errada: julgar alguém por seu processo, quando já está em um momento difícil.

Menosprezar o sofrer do outro não o fará melhorar mais rapidamente, mas estar disposto a ouvi-lo e aprender com ele, por mais diferente que seja, certamente nos trazem sabedorias que podem tornar o nosso caminho muito mais simples.

Não traga mais energia negativa aos corações que já estão sofrendo.

Não julgue ninguém com base em seus padrões, compreenda que o sofrer e a cura são processos pessoais e que toda compreensão e bem que fizer a essas pessoas voltarão para você em forma de bênçãos.

O mundo precisa de mais amor e menos julgamentos, faça a diferença!

 

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos. Direitos autorais da imagem de capa: Aliyah Jamous/Unsplash.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.