Reflexão

Cada um vive o luto de uma forma, e ninguém está errado!

capa cada um vive o luto de uma forma e ninguem esta errado

Uma reflexão sobre um tema bastante importante, que merece a nossa atenção!



A morte é uma das situações mais comuns da vida, dita por alguns, inclusive, que é a nossa única verdadeira certeza desde o momento em que chegamos a este mundo.

Não importa quem somos, qual nossa posição social, salário, família ou qualquer outra variante, todos encerraremos os nossos dias na Terra e teremos o nosso papel cumprido por aqui.

Como esse é um fato inquestionável, visto que nem mesmo o mais brilhante dos cientistas até hoje conseguiu impedir a morte, com o passar dos anos acabamos nos acostumando com o fato de que partiremos e perderemos pessoas importantes em nossa caminhada.


Quando a morte chega muito perto e leva alguém que amamos ou muito importância para a nossa história, é sempre uma experiência devastadora, em que parece que perdemos uma parte do nosso coração e nos vemos forçados a seguir o nosso caminho sem aqueles que considerávamos essenciais para as nossas vidas.

No entanto, mesmo sabendo da dor que esses acontecimentos causam e de todo o choque emocional que os enlutados vivem, infelizmente ainda é muito presente em nossos relacionamentos o julgamento sobre a forma como cada um encara a perda de uma pessoa querida.

Em diversas ocasiões, seja dentro de nossa família, círculo social ou mesmo quando alguma pessoa famosa perde a vida, vemos várias pessoas tirando o seu tempo para criticar a forma como alguém reagiu a essa notícia.

As pessoas criticam o fato de alguém não ter chorado, não ter parado totalmente a sua vida e até mesmo de ter se mostrado sorridente durante uma homenagem, tentando definir o que o outro está sentindo baseado em interpretações rasas.


Situações como essa deixam claro o quanto a nossa mania de cuidar da vida alheia e julgar as suas atitudes está indo longe demais. Em que momento nos tornamos capazes de conhecer o coração de alguém sem sequer termos trocado uma palavra com ele?

O luto é uma dor muito particular, algo que pode ser vivido de várias maneiras. Diversos fatores influenciam na nossa reação diante da morte: maturidade emocional, estado de choque, profundidade da relação com a outra pessoa, entre muitos outros.

Enquanto alguns sentem que a melhor maneira de lidar com a dor da partida é colocando seus corações para fora através das lágrimas, outros não gostam de demonstrar o que vive em seu interior e optam por conter as emoções até estar sozinhos e poder desabar sem medo.

Ainda há quem não consegue ter uma reação imediata, mas com o passar do tempo percebe o trauma. Assim como qualquer outra experiência na vida, a morte ressoa dentro de cada um de uma maneira única e é administrada por nós da maneira que achamos mais conveniente.


Quando julgamos alguém pela forma como escolheu se despedir de uma pessoa amada, estamos impondo as nossas convicções e desrespeitando a maneira como ela escolheu viver esse momento.

Precisamos urgentemente compreender que o luto é uma dor particular e que ninguém está errado na maneira que escolhe demonstrá-lo. Não podemos saber o que se passa no coração da outra pessoa, pois nem tudo é dito, por isso devemos guardar as nossas opiniões para nós mesmos, especialmente num momento tão complicado quanto a despedida de alguém.

Comportar-se dessa maneira é demonstrar imaturidade e espalhar algo que deve ser combatido. Nós jamais saberemos como iremos reagir à perda de alguém, até que esse momento chegue, então como nos vemos capazes de julgar o outro? Seja empático e trate os enlutados com respeito para que nunca precise ser vítima de julgamentos quando for a sua vez de sofrer!


Mulher diz ser feliz em casamento com marido gay e defende que a vida íntima do casal é “ótima”

Artigo Anterior

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.