Cadelinha Lulu é demitida da CIA porque prefere brincar a detectar bombas

Começar um novo trabalho nem sempre é uma experiência positiva. Podemos não nos adaptar à empresa, ao modo de trabalho, à função ou até mesmo aos colegas de trabalho. Ou começamos muito empolgados e depois de um tempo percebemos que não é realmente isso que desejamos para nossas vidas.

Todos já passamos por momentos como esses, em que percebemos que não fizemos as melhores decisões para nossas vidas. Isso é algo comum para os seres humanos, estamos constantemente descobrindo coisas novas sobre nós mesmos.

E, aparentemente, essa não é uma realidade só nossa. Um anúncio recente da CIA (agência de inteligência civil do governo dos Estados Unidos) no Twitter mostra que os cães também podem se arrepender de sua “carreira”.

A labrador Lulu, que estava em treinamento para trabalhar para a CIA na detecção de bombas não continuará mais a trabalhar para a agência, e o motivo é muito peculiar.

A postagem no Twitter da CIA diz o seguinte:

“Nós estamos tristes em anunciar que após algumas semanas de treinamento, Lulu começou mostrar sinais de que não estava interessada em detectar odores de explosivos. Às vezes o cão está entediado e precisa de mais tempo brincando. Às vezes, eles precisam de um descanso ou passam por uma pequena condição médica como alergia à comida. Mas para alguns cães como a Lulu, fica claro que o problema não é temporário. Na verdade, esse trabalho não é para eles. A maior preocupação dos nossos treinadores é com o bem-estar físico e mental dos cães. Eles tomaram uma decisão difícil e fizeram o melhor para Lulu: pararam de treiná-la. Quando um cão é removido ou se aposenta do nosso programa K9, o treinador e sua família são convidados a adotá-lo, e a maioria faz isso. Lulu foi adotada por seu treinador e agora se diverte brincando com seus filhos e seu novo amigo. Nós sentiremos saudades da Lulu, mas foi a decisão certa para ela. Desejamos tudo de bom em sua nova vida!”

Muito bonito, não é?! A CIA mostrou que está mais interessada no bem-estar da Lulu do que na sua habilidade de farejo. Um grande exemplo que nos ensina que manter o outro por perto apenas por interesse nunca é uma boa escolha. Além disso, reforça a mensagem de que os animais merecem ser livres e tratados com todo amor e carinho.

Confira algumas fotos da Lulu abaixo!

cadelinha Lulu é demitida2

cadelinha Lulu é demitida5

O que você achou da história de Lulu? Deixe um comentário!


Direitos autorais de imagem de capa: Divulgação



Deixe seu comentário