Animais

Cadelinha que viralizou ao “acenar” para clientes foi resgatada à beira da morte e “atua” como chefe de oficina

cadelinha

A cachorrinha simpática que viralizou após ser flagrada “acenando” com a pata para receber carinho de clientes na saída de um supermercado em Catanduva, interior de São Paulo, foi resgatada à beira da morte em 2019 e atualmente é considerada a funcionária “chefe” da oficina do dono.



Ao g1, o customizador de motos e carros Jeferson Alexandre Rodrigues, de 53 anos, conta que na época viu uma publicação sobre a cadelinha nas redes sociais e saiu correndo para socorrê-la.

“Ela estava toda machucada, não conseguia andar e tremia de medo. Deixaram a cachorra para morrer. Não conseguia acreditar. Fiz o resgate e levei a cachorra na veterinária. Ela ficou internada por uma semana”, explica.

Depois de receber atendimento e apresentar melhora, a cachorrinha ganhou um novo lar e um “cargo” de suma importância.


agusta

Direitos autorais: arquivo pessoal/Jeferson Rodrigues.

“Ela ainda tinha medo das pessoas quando veio para a minha oficina, mas, com o tempo, foi criando confiança e virou essa coisa que vemos no vídeo. Ela é a funcionária chefe da oficina desde 2019”, brinca Jeferson.

Cadê meu carinho?

A esteticista Letícia Américo, de 24 anos, saía do supermercado quando se deparou com a cachorra acenando e recebendo carinho dos clientes. Ela gravou a cena curiosa e publicou nas redes sociais. O vídeo viralizou e conquistou milhares de compartilhamentos, visualizações e comentários.


É possível ver na gravação que nenhum cliente conseguiu resistir aos olhares e gestos da cachorrinha. Todos fizeram questão de tirar um tempinho para se aproximar e fazer carinho na cadelinha que aguardava o dono sair de um supermercado de Catanduva (SP).

montagem antes e depois

Direitos autorais: arquivo pessoal/Jeferson Rodrigues.

montagem cachorro 2

Direitos autorais: arquivo pessoal/Letícia Américo.

“Minha mãe também não aguentou e foi passar a mão. Gravei algumas partes pelo Instagram, juntei, coloquei uma música e publiquei. O vídeo estourou. Achei muito fofo. Fiquei realmente apaixonada”, explica a esteticista. A cena que chamou a atenção de muitas pessoas e viralizou nas redes sociais faz parte do dia a dia de Jeferson Alexandre Rodrigues.


“O nome da cachorra é Agusta. Trabalho com customização de motos. Todos os meus gatos e cachorros têm nome de marcas de moto. Eles estão acostumados com as pessoas entrando e saindo. A Agusta aprendeu a dar a patinha. Ela recebe todo mundo dessa forma e acaba ganhando carinho. Quem resiste, né?”, brinca o customizador. Na maioria das vezes que precisa fazer compras, Jeferson Rodrigues leva a fiel escudeira e a deixa do lado de fora do supermercado.

“Ela me leva para passear, fica esperando e acena com a patinha para todos que saem do supermercado. Não estava sabendo do vídeo, mas não fiquei tão surpreso com toda a repercussão, porque a Agusta é uma verdadeira figura”, conta.

Todos os animais do customizador vivem soltos na oficina. Agusta, inclusive, costuma “passear” sozinha e surpreender o tutor durante as “aventuras”. “Um dia fui buscar marmita no supermercado e me deparei com a Agusta. Os funcionários me disseram que a Agusta sempre vai almoçar no supermercado. Depois que me toquei que é por isso que cachorra não come a ração. Ela também já apareceu na oficina com um saquinho de salgadinho na boca”, conta Jeferson.

whatsapp image 2021 09 24 at 18.48.41

Direitos autorais: arquivo pessoal/Jeferson Rodrigues.


Engana-se quem pensa que Agusta “acena” com a patinha somente para receber carinho de pessoas desconhecidas. Ela também usa a tática para se livrar de situações constrangedoras. “Teve uma vez que a Agusta fez coisa errada na oficina. Tentei ficar bravo, mas não consegui. Ela começou a levantar a patinha para pedir desculpas. Como ficar bravo? Não tem como”, brinca Jeferson.

Nego do Borel aparece ao lado da mãe após expulsão: “Muito feliz”

Artigo Anterior

Uber exclui motoristas por cancelamento constante de corridas

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.