Animais

Cadelinha salva bebê abandonado em saco plástico e se torna heroína

Foto: depositphotos.com
capa Cadelinha salva bebe abandonado em saco plastico e se torna heroina

A atitude da cadela foi fundamental para salvar a vida do bebê. Saiba mais sobre o caso!

A expressão “os cães são os melhores amigos do homem” em muitos momentos soa como verdadeira. Esses animais não são apenas leais aos seus donos, com os quais convivem, mas também com as pessoas ao seu redor, até mesmo desconhecidas.

Um caso que aconteceu em Nairóbi, no Quênia, é prova viva disso. Conforme noticiado pela CBS News, uma cadelinha andava pela floresta de Ngong, na cidade, procurando comida, quando teve um encontro inesperado: cruzou o caminho de uma bebê abandonada.

Seguindo seus instintos maternos, ao ver que o recém-nascido precisava de cuidados, ela logo o levou para junto de sua ninhada. No entanto, o caminho não foi nada fácil.

Conforme contado por uma testemunha, Stephen Thoya, ao jornal independente Daily Nation, a cadelinha carregou a criança por uma estrada movimentada e também precisou passar com ela por uma cerca de arame farpado em um bairro pobre.

A criança foi encontrada envolta em uma velha camisa e dentro de um saco plástico, e ficou com a família canina por algum tempo até que foi encontrada por uma moradora da região, chamada Linet Gogany. A mulher relatou que chegou até o bebê porque os meninos que vivem na região disseram que estavam escutando um bebê chorar.

As autoridades foram informadas e levaram o recém-nascido para receber cuidados médicos. A equipe que atendeu ao caso disse que o bebê provavelmente ficou 2 dias abandonado na floresta até que a cadelinha o encontrasse.

Hannah Gakuo, porta-voz do Hospital Nacional Kenyatta, para o qual a menina foi levada, disse que os médicos também encontraram larvas no cordão umbilical do bebê, um retrato muito triste e sério da negligência sofrida.

Apesar de passar por essa experiência tão negativa logo em seus primeiros dias de vida, a criança estava se recuperando e respondendo bem ao tratamento. Os funcionários que a receberam começaram a chamá-la de “anjo”, provavelmente em homenagem à sua bravura e resiliência, afinal sobreviveu a um momento como esse.

Não ficou claro para a equipe como a bebê havia conseguido sobreviver na sacola sem se sufocar.

Infelizmente, o abandono de bebês indesejados é uma realidade comum no país africano. A matéria postada pela CBS ainda informou que os bebês chegam até mesmo a ser jogados em latrinas, em algumas ocasiões.

Dentre os motivos dessa prática comum no Quênia estão os altos níveis de pobreza e os fracassos dos relacionamentos românticos, além da falta de leis severas para casos de abandono e dos pobres sistemas de segurança social.

Gakuo explicou que os bebês abandonados costumam ser levados para o Hospital Nacional Kenyatta, porque é um hospital público. Ela também pontuou que pessoas se uniram para doar fraldas e roupas para o bebê.

Nem todos os bebês abandonados têm a mesma sorte desse, e a cadelinha que agiu como sua mãe e o levou para junto de sua família se tornou heroína aos olhos das pessoas que testemunharam o seu ato de bravura.

Não sabemos muito sobre o que aconteceu com ela e seus filhotes, apenas que foram encaminhados para uma instituição onde poderiam morar. Esperamos que eles estejam bem e recebam o reconhecimento justo por sua atitude incrível. Essa é mais uma prova de que os animais são nossos companheiros para todos os momentos!

0 %