3min. de leitura

Calouros de medicina da UFRJ fazem “trote solidário” e arrecadam suprimentos para casa de repouso

O trote é uma tradição do início das aulas na faculdade. Todos os anos, milhares de novos alunos de universidades do país inteiro são recebidos pelos veteranos nas instituições de ensino, onde acontecem algumas atividades para celebrar o ingresso na faculdade.



Apesar da ideia ser muito legal, muitas vezes os jovens exageram nas brincadeiras e bebidas, o que leva a tragédias.

No entanto, uma ideia que surgiu na faculdade de medicina da UFRJ pode trazer uma nova perspectiva para a prática. Ao invés das festas tradicionais, os alunos estão sendo encorajados a começaram essa nova fase ajudando pessoas que precisam.

O “trote solidário” foi uma ideia que surgiu com o intuito de aproveitar o momento de empolgação dos novos universitários para um propósito muito especial. A iniciativa é organizada pelo Centro Acadêmico (CA) e pela Comissão de Acolhimento, que geralmente é formada por alunos do segundo período e consiste na arrecadação de alimentos, produtos de higiene e materiais de limpeza para doação.

O trote acontece todo semestre e as doações são encaminhadas para a Casa do Idoso, uma casa de repouso para senhores e senhoras.


“Todos os semestres, convidamos os calouros a ficarem um período do dia na porta de um supermercado da cidade para arrecadar suprimentos para a Casa do Idoso”, explica veterana Karine Teotônio.

Os calouros abordam as pessoas na porta do supermercado e explicam o projeto “trote solidário”, e pedem ajuda para continuarem ajudando os velhinhos que vivem na casa de repouso.

Como os brasileiros possuem a solidariedade em seu espírito, os alunos conseguem arrecadar uma grande quantidade de doações todos os semestres.

No dia seguinte, todas as doações arrecadadas pelos calouros são levados para a Casa do Idoso e os jovens passam um momento de qualidade interagindo com os velhinhos.


A ajuda é muito bem recebida pelos funcionários do local.

“Eles ficaram muito felizes com as doações. Foram 12 carrinhos. Disseram que o estoque estava baixo, e que não tinha hora melhor para levarmos!”, afirma Karine.

Uma ideia muito legal. Ajudar ao próximo é sempre um bom investimento de tempo, e incentivar esse tipo de atitude entre os jovens é semear bons frutos para o futuro!

O que achou da ideia? Comente abaixo sua opinião e compartilhe o exemplo com seus amigos!


Direitos autorais das imagens utilizadas no texto: Reprodução / Karine Teotônio.

Você sabia que O Segredo está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.



Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.