Animais

Cãozinho abandonado em noite fria, apenas com uma toalha para se aquecer, é adotado. Lutou pela vida!

2 capa Caozinho abandonado em noite fria apenas com uma toalha para se esquentar e adotado. Lutou pela vida

O abandono de Lincoln foi denunciado pelo abrigo que o resgatou às autoridades, que chegaram a um suspeito de 22 anos.



Os animais de estimação devem ser tratados da melhor forma possível. São seres inocentes, que amam incondicionalmente seus cuidadores, demonstrando em cada ato quão fiéis e companheiros são. Sempre que nos deparamos com um caso de abandono de animais, aquela sensação de impotência e profunda tristeza nos invade.

Sabemos que os cachorros são criaturas perfeitamente dignas de amor e que o abandono é algo que nunca deveria acontecer a esses pequenos animais indefesos. Mas, infelizmente, basta caminhar pelas ruas de sua cidade para perceber como acontece, e muito!

Em alguns momentos, as pessoas são tão cruéis que nem sequer doam para outras pessoas, simplesmente jogam os cães na rua, sem alimento ou água, como se fossem meros objetos.


2 2 Caozinho abandonado em noite fria apenas com uma toalha para se esquentar e adotado. Lutou pela vida

Direitos autorais: reprodução Facebook/Dan Cosgrove Animal Shelter.

Um caso semelhante aconteceu em Connecticut, nos Estados Unidos, quando um cãozinho foi abandonado em uma das noites mais frias do ano, naquela região, apenas com uma toalha para se aquecer. Dan Cosgrove Animal Shelter, uma equipe de resgate, encontrou o animal visivelmente passando frio extremo, com um semblante de profunda tristeza em ter sido abandonado.

A equipe se encarregou de seus cuidados e tratamento, e percebeu que o animal, ao qual deram o nome de Lincoln, sofria maus-tratos de seu antigo dono, o que enfureceu ainda mais os envolvidos.

O cachorro estava à beira de uma estrada e, segundo as informações que receberam, ele havia sido abandonado aproximadamente às 23h de um sábado, mas só foi encontrado às 7h do domingo seguinte.


 

On what we think was the coldest night of the year so far , a dog was abandoned outside with a little towel. We will let…

Publicado por Dan Cosgrove Animal Shelter em Segunda-feira, 25 de janeiro de 2021


De acordo com a publicação feita pelo abrigo, decidiu-se encaminhar o caso às autoridades, dada a gravidade da situação. As pernas do cachorro pareciam congeladas e ele sentia extrema dor ao caminhar, apresentava sarna na pele em nível avançado, unhas muito compridas e feridas de compressão pelo corpo.

Esses sinais indicam que Lincoln passou muito tempo preso dentro de uma caixa, ou em um local extremamente pequeno, onde não conseguia se movimentar adequadamente.

2 3 Caozinho abandonado em noite fria apenas com uma toalha para se esquentar e adotado. Lutou pela vida

Direitos autorais: reprodução Facebook/Dan Cosgrove Animal Shelter.


No dia 3 de março, segundo Laura Selvaggio Burban, diretora do abrigo, informou que a investigação, com ajuda da mídia e das denúncias dos moradores, chegaram a um provável suspeito, Bless Rivera, de 22 anos.

De acordo com Laura, a pressão dos oficiais e da população fez com que o rapaz confessasse o crime, que não apenas se enquadra em maus-tratos de animais, mas também prejudica a segurança pública da cidade.

2 4 Caozinho abandonado em noite fria apenas com uma toalha para se esquentar e adotado. Lutou pela vida

Direitos autorais: reprodução Facebook/Dan Cosgrove Animal Shelter.

Em uma postagem do dia 2 de março, o abrigo informou que Lincoln havia conseguido um lar e estava imensamente feliz com sua nova dona.


Desejamos que as pessoas responsáveis pelo sofrimento sejam punidas, conforme a lei, e que o pequeno Lincoln seja muito feliz na sua nova casa!

Comente e compartilhe esse caso nas suas redes sociais!

Idoso sai de casa todos os dias para oferecer comida a moradores de rua e cães abandonados

Artigo Anterior

“Ele não é pesado, é meu neto.” Avô carregou neto autista no colo!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.