Animais

Cãozinho percorre mais de 25 km para encontrar família que o ajudou. História de resiliência!

Depois de uma longa vida nas ruas, esse cãozinho desejava apenas amor ao lado de uma família que pudesse lhe dar carinho. Para conseguir encontrá-la, ele precisou percorrer muitos quilômetros.



Sempre ouvimos algumas histórias de superação e resiliência de animais e chegamos a considerar impossíveis. Cães que retornam ao seu lar depois de 10 anos, gatos que encontram sua família em outros países, acontecimentos dignos de filmes de animais dos mais emocionantes. Essas histórias parecem distantes de nós, ou mesmo impossíveis de acontecer, talvez porque isso supere qualquer expectativa acerca dos animais ou porque transcenda o que é amar incondicionalmente.

A verdade é que a conexão entre animais e seus cuidadores pode ultrapassar algumas barreiras, elevando-se a um patamar que poucos conseguem compreender. Em alguns casos, esses animais enfrentam uma vida de abusos, sem conhecer de perto o que é o amor e o cuidado, e o que eles podem despertar dentro de cada um. Quando vivem nas ruas, precisam ter sorte para não esbarrar em nenhuma pessoa que lhes queira infligir mal. Para alguns indivíduos, o simples fato de haver um animal perambulando já é motivo para agressividade.

Quando esses animais não possuem donos, quem os pode proteger de tamanhos abusos e maldades?


A história de Buyung nos mostra um pouco dessa triste realidade, em que a vida dos cachorros é constantemente considerada menos valiosa do que as outras, como se isso fosse motivo para lhes causar sofrimento.

Segundo reportagem do The Mirror, esse cãozinho já iniciou sua vida nas ruas da Malásia, em Chankat Desa. Por lá, perambulava com outros animais, procurando comida e lugares onde pudesse se abrigar do tempo e dormir o mais confortavelmente que pudesse. Mas Buyung sempre demonstrou que tinha muito apreço e fidelidade às pessoas, e fez amizade com um segurança da região, e o ajudava a fazer suas rondas diárias.

Direitos autorais: reprodução Facebook/Wahida Gapa.

Logo, por intermédio do próprio segurança Wahida Gapa e seu marido, que moravam naquela região, decidiram alimentar o cãozinho todos os dias, o que fez com que sua vida fosse mudando significativamente, mesmo que ainda morasse nas ruas.


Infelizmente, todos esses cuidados que recebia não foram suficientes para protegê-lo de ataques de pessoas odiosas, e Buyung foi ferido na perna direita com um bloco de madeira e também recebeu um golpe à faca, nas costas, ferimentos sérios, que precisavam de cuidados imediatos.

Mas a família que o alimentava não deixou que Buyung sofresse, pagando todos os seus gastos veterinários em todas as ocasiões que precisasse. Assim que se viu curado, Buyung foi capturado pela Câmara Municipal de Kuala Lumpur, para ser sacrificado, já que não poderia ficar andando pelas ruas. Felizmente, a família novamente interveio e o resgatou do canil, enviando o cãozinho para Kota Damansara, onde passaria a viver longe das ruas.

Direitos autorais: reprodução Facebook/Wahida Gapa.

O maior problema encontrado é que Buyung não conseguiu se adaptar ao novo lar, primeiro porque já estava acostumado com as ruas e algumas poucas pessoas de seu convívio íntimo, segundo porque a família possuía três cachorros grandes e extremamente violentos. A presença do novo integrante da casa não deixou os outros cães felizes, o que implicava em ter que deixar Buyung preso durante todo o tempo em que permaneceu lá.


Durante 15 dias, o cão sofreu com o péssimo convívio estabelecido mas, depois desse período, em um pequeno descuido com os moradores da casa, Buyung acabou fugindo.

Esse é o momento em que ninguém compreende o que aconteceu, mas o cachorro saiu do interior e caminhou por 25 quilômetros até encontrar a família que tanto o ajudou anteriormente.

Essa longa jornada de Buyung durou pouco mais de uma semana, e ele usou apenas os seus instintos caninos e a ideia de que poderia morar com uma família que realmente se interessaria por ele. Depois de todo o seu trajeto, o cachorro foi recebido pela pequena filha da família, que mal o reconheceu, tamanho sofrimento que o animal sofrera nos últimos dias.

Provavelmente, com pouquíssima comida e água, suscetível às mudanças climáticas e sozinho, Buyung conseguiu percorrer um trajeto que nunca havia percorrido para encontrar uma família que nem sequer sabia que o acolheria. Um cachorro que passou por momentos extremamente difíceis desde que nasceu, sujeito às maldades humanas, sem receber o mínimo de carinho e conforto que merecia.


Direitos autorais: reprodução Facebook/Wahida Gapa.

Wahida Gapa e Alimin Ipha resgataram o pequeno animal e permaneceram com ele por mais de cinco anos. A família conseguiu oferecer a Buyung todo afeto e carinho que ele tanto merecia, e que nunca havia recebido.

Ao receber o cachorro em casa, a família compreendeu que eles precisavam ficar juntos, porque aquele era um laço inquebrável. O cãozinho viveu com a família dias saudáveis e felizes e, em 2017, infelizmente, faleceu de causas naturais. Hoje a família vive com a lembrança de Buyung e toda ligação que eles possuíam.

Uma história de muita força e resistência!


Compartilhe com seus amigos nas suas redes sociais!

Vitória: crianças de 1 ano conseguem fazer transplante de coração após meses de espera!

Artigo Anterior

Estudos revelam que o casamento pode diminuir os níveis de estresse e aumentar a imunidade

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.