Notícias

“Cara e Coragem”, nova novela das 7, traz protagonistas pretos e representatividade em sua história

Foto: Instagram
‘Cara e Coragem nova novela das 7 traz protagonistas pretos e representatividade em sua historia

A nova novela das 7, ‘Cara e Coragem’, escrita por Claudia Souto, trará personagens pretos em papéis de destaque, fugindo do estereótipo de “subserviência, submissão e pobreza”.

Além disso, os próprios atores contribuíram na construção do roteiro.

Taís Araujo e Paulo Lessa serão os protagonistas da trama junto de Paolla Oliveira e Marcelo Serrado, e farão parte do núcleo mais poderoso e milionário da novela. A narrativa vem como uma tentativa de trazer mais representatividade a pessoas pretas, colocando-as em papéis de poder.

Lessa expressou sua felicidade em fazer parte do elenco: “Na minha infância e adolescência não tinha um Ítalo. E em 2022 ser esse cara numa novela que vem quebrando estereótipos e está indo além do entretenimento é muito importante. Ítalo é um protagonista negro, com uma casa incrível, um carro maravilhoso, bem-sucedido, sem ser superficial”.

Taís Araujo, por sua vez, elogiou a postura de Claudia Souto, que buscou ter uma maior abertura e diálogo com o elenco para produzir o roteiro. “É muito bom ver uma autora que não se bota no lugar de Deus. Nunca tive um diálogo neste nível de a gente poder dizer: ‘Essa não é minha vivência, minha realidade’. E ela entender, alterar… É a primeira vez que isso acontece. É um grande passo na dramaturgia e na nossa história”, declarou a atriz.

A novelista também falou de como tem sido sua experiência construindo um roteiro com tanta representatividade e camadas. “É tudo muito novo pra mim. Agradeço muito a Claudia [Di Moura], Taís [Araújo], Ícaro [Silva], Paulo [Lessa] pela generosidade de me ensinarem. É um absurdo olhar para nosso país e eu estar aprendendo em 2022 e não ter aprendido antes de escrever”, revelou Souto.

A atriz Claudia Di Moura, que fará seu segundo papel em novelas, expressou com alegria: “Somos um núcleo preto, poderoso e no comando. Os personagens são ricos de nascença, não conheceram a pobreza, nem a dor. Isso até parece inverossímil. Essa família Mourão é a encarnação de uma espécie de justiça social”.

0 %