Família

Carolina Ferraz engravidou da segunda filha aos 46 anos, por inseminação: “Melhor coisa que fiz”

Foto: Instagram.
Capa site Carolina Ferraz engravidou da segunda filha aos 46 anos com inseminacao Melhor coisa que fiz

Desejando ter um filho com o marido, a atriz optou pela inseminação artificial; antes ela teve um aborto espontâneo.

Recorrer à inseminação artificial, geralmente, é a única opção para aqueles que desejam ter um filho, mas apresentam dificuldades que os impedem pelo meio natural. Apesar disso, a técnica tem dado esperança para homens e mulheres que desejam aumentar a família.

Quem viveu essa experiência foi a atriz Carolina Ferraz, que na época estava casada com o médico Marcelo Marins. O marido desejava ser pai desde o começo da relação, pois ainda não tinha filhos, então logo o seu desejo virou um sonho do casal.

Segundo o Universa, ela tentou engravidar, porém, antes de o primeiro trimestre se completar, Carolina sofreu um aborto espontâneo. Como ela já tinha 46 anos, idade em que as mulheres geralmente têm dificuldade para engravidar, eles optaram por fazer inseminação artificial para não sofrer outra perda.

Em entrevista ao Universa, Carolina revelou ainda que tomou hormônios durante seis meses para coletar os óvulos e, na segunda tentativa de inseminação, finalmente engravidou outra vez. Os três primeiros meses, segundo ela, foram uma verdadeira loucura, pois ela não se reconhecia e só sabia chorar. Depois tudo foi superado e ela conseguiu ter uma gravidez mais tranquila. Deu à luz Anna Isabel no dia 8 de maio de 2015, quando já tinha completado 47 anos.

Imagem 1 Carolina Ferraz engravidou da segunda filha aos 46 anos com inseminacao Melhor coisa que fiz

Direitos autorais: Reprodução Instagram/@carolinaferraz.

Em um relato no seu canal de YouTube, a atriz falou um pouco mais sobre a maternidade depois dos 45 anos. Como optou pela inseminação e passou por um tratamento hormonal severo durante meses, seu humor oscilava com mais frequência.

Ela conta que, depois que Anna Isabel nasceu, foi muito tranquilo, ela não ficou mais cansada do que a média e também não teve depressão pós-parto. Além disso, a filha mudou sua vida e foi a melhor coisa que ela já fez.

Imagem 2 Carolina Ferraz engravidou da segunda filha aos 46 anos com inseminacao Melhor coisa que fiz

Direitos autorais: Reprodução Instagram/@carolinaferraz.

Duas filhas

Anos antes de Anna Isabel, Carolina Ferraz já era mãe de Valentina Cohen, que nasceu em 1994, do casamento com o publicitário Mario Cohen, que durou doze anos. Em entrevista ao UOL, a atriz afirmou que as duas são bem diferentes. Para a mãe, Valentina é uma verdadeira “lady”, bastante esperta, quase uma “CDF”. Já Anna Isabel é uma criança engraçada, espoleta e que obedece sempre quando dizem “não” para ela.

Maternidade “tardia”

Ainda conforme o relato no canal de Youtube, nem tudo são flores na maternidade “tardia”, mesmo assim a experiência trouxe inúmeros pontos positivos para a vida da atriz, já que é uma fase reveladora, de perseverança. Às vezes, quando estava extremamente cansada, sentia que podia fazer mais, e assim viu que a maternidade desperta na mulher sua melhor versão.

Outro ponto positivo de ser mãe depois dos 40, segundo Carolina, é que a maternidade lhe deu um novo “norte”, inspirando-a. Ela enxerga esse processo como se estivesse começando uma nova etapa da vida, com mais energia para trabalhar e correr atrás do que precisa.

Imagem 3 Carolina Ferraz engravidou da segunda filha aos 46 anos com inseminacao Melhor coisa que fiz

Direitos autorais: Reprodução Instagram/@carolinaferraz.

Ao UOL, a atriz afirmou ainda que nada supera a experiência de ter e criar suas filhas e que nada foi tão transformador quanto elas. No Instagram, compartilha muitos momentos ao lado das filhas, mostrando como elas são importantes e completam sua vida de amor e luz.

Embora tenha passado momentos difíceis durante a maternidade, principalmente a perda de um filho que não chegou a nascer, Carolina Ferraz não deixou que a tristeza a dominasse, e hoje é feliz com a família que construiu.