Pessoas inspiradorasReflexão

Carta emocionante de uma australiana que sofria de câncer ensina ao mundo sobre a vida…

carta emocionante

Holly Butcher, uma jovem australiana de 27 anos faleceu nesta quinta, 4 de janeiro de 2018, após lutar contra o sarcoma de Ewing, um câncer dentro e ao redor dos ossos. 



A carta de Holly, que serve de aviso e conselho para todo o mundo foi compartilhada pela família na internet, após o seu falecimento.

Holly escreveu que foi estranho para ela aceitar sua morte tão cedo, porque imaginava que iria viver até envelhecer.

Confira trechos da carta de Holly abaixo:


“É estranho perceber e aceitar sua mortalidade aos 26 anos de idade. É apenas uma dessas coisas que você ignora. Os dias se vão e você espera que novos continuem chegando; até o inesperado acontecer.”

“Essa é a questão da vida. É frágil, preciosa e imprevisível, e cada dia é um presente; não um direito.”

Ela nos aconselha a não nos preocuparmos mais com as coisas pequenas, porque elas não farão diferença perto do fim.

“Você pode ter ficado preso no trânsito hoje, ou ter dormido mal porque seus lindos bebês o mantiveram acordado ou seu cabeleireiro pode ter cortado muito o seu cabelo. Suas novas unhas falsas podem ser ruins, seus seios podem ser muito pequenos, ou você pode ter celulite no bumbum ou barriga. Liberte-se de todas essas coisas. Eu juro que você não vai pensar nelas quando chegar sua vez de ir.


“Eu estou observando meu corpo se despedaçando diante de meus olhos e não há nada que eu possa fazer sobre isso, eu queria apenas ter mais um aniversário ou Natal com minha família ou apenas mais um dia com meu parceiro e meu cachorro. Apenas mais um.”

Holly nos lembra da importância de sermos conscientes em relação ao nosso dinheiro e gastá-lo em coisas que também fazem outras pessoas felizes, não apenas a nós mesmos.

“É estranho ter dinheiro para gastar quando você está morrendo. Não é o momento de sair e comprar coisas materiais, como um vestido novo. Isso nos faz pensar o quão bobos somos em gastar tanto dinheiro em roupas novas e “coisas”.

“Compre algo gentil para sua amiga, ao invés de outro vestido, produto de beleza ou joias para o próximo casamento… leve-a para jantar em algum lugar, ou melhor ainda, cozinhe uma refeição para vocês. Faça seu café. Dê ou compre-lhe uma planta, uma massagem ou uma vela e diga-a que você a ama. ”


Holly nos ensina que os atrasos são coisas terríveis, porque além de falta de respeito, também mostram desprezo pelo tempo das outras pessoas, seu bem mais limitado e precioso.

“Valorize o tempo de outras pessoas. Não as faça esperar porque você é péssimo em ser pontual. Arrume-se mais cedo, se você é assim e agradeça por seus amigos desejarem compartilhar seu tempo com você. Você também ganhará respeito por isso.”

Sobre o vício em mídias sociais, Holly diz o seguinte:

“Tente apenas aproveitar e estar presente em momentos, ao invés de capturá-los através da tela do seu celular. A vida não deve ser vivida através de uma tela, nem é sobre como tirar a foto perfeita. Aproveitem os momentos, pessoas! Parem de tentar capturá-los para outras pessoas.”


Holly termina sua carta com um tema extremamente importante, a doação de sangue. Foi graças a isso que ela pôde viver um ano a mais, e por isso fez um apelo para doarmos sangue mais regularmente.

“A doação de sangue (mais bolsas do que pude contar) ajudou a me manter viva por um ano extra – um ano pelo qual sou eternamente grata, pois pude estar mais tempo com minha família, amigos e cachorro. Um ano no qual tive alguns dos melhores momentos da minha vida.”

As lições deixadas por Holly são realmente importantes, e quanto mais praticarmos suas dicas, mais estaremos no caminho de uma existência pura e sábia, tornando o mundo um lugar melhor através de nossos exemplos.


Precisamos ser mais gentis – por nós e pelos outros!

Artigo Anterior

Em qual dessas torneiras o fluxo de água é mais rápido?

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.