Carta para os que tiveram coragem de ser quem queriam ser



Lucas, hoje eu acordei pensando em você.

Fique tranquilo, não quis dizer isso de uma forma romântica. Acordei pensando em você porque finalmente tomei uma decisão que estava postergando há anos em minha vida. Não por não querer tomar tal decisão, mas por não saber como tomá-la.

No tempo em que ficamos juntos, eu ainda era muito imatura e pouco sabia sobre mim. Estava me descobrindo. Bom, apesar desse processo de autodescoberta ser eterno, nos últimos tempos várias coisas ficaram bem mais claras na minha vida.

Finalmente entendi as razões de ter sido tão infeliz por tanto tempo. Finalmente entendi por que não me encaixava no mesmo lugar que meus familiares e amigos pareciam se encaixar tão perfeitamente.

Finalmente entendi que eu não sou como eles (e nem preciso ser).

Por mais que seja meio (ou muito) difícil ser eu em alguns momentos, não posso fugir da minha essência. E tem como não me lembrar de você nesses momentos? Uma das primeiras pessoas a me ensinar que as caixinhas existem para serem ultrapassadas, quebradas, jogadas ao vento.

Somos seres humanos. Somos livres. Somos criativos. Somos sentimentos. Sou artistas. Isso já muda tudo de lugar. Jamais serei como o vizinho, a colega de trabalho ou o meu melhor amigo.

Não me contentarei com o mesmo que eles. Não sonharei com as coisas que eles sonham. Não me realizarei da forma que eles se realizam.

E por mais difícil que tenha sido, finalmente aceitei isso. Finalmente tive coragem de ser quem eu quero ser. Se será fácil? Aposto que não (nunca foi). Mas assumir isso para mim mesma já foi um grande passo, um baita alívio.

Entendeu os motivos de eu ter acordado pensando em você? Definitivamente não penso mais em nós de uma forma romântica, apenas de uma forma que me traz paz e gratidão.



Mais uma vez, obrigada por ter cruzado o meu caminho.

Somos a prova viva de que algumas pessoas se encontram, transformam-se e seguem caminhos distintos. E está tudo bem.

Com carinho,

Bia.


Direitos autorais da imagem de capa: Caleb Frith / Unsplash






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.