Notícias

Casal acusa restaurante de São Paulo de racismo: ‘Saímos constrangidos, nos sentindo humilhados’

Kléber de Souza e Janaína Coelho registraram boletim de ocorrência após chegarem ao local com rodízio pago e serem ignorados: ‘Nos sentindo humilhados”.



O casal Kléber de Souza e Janaína Coelho relatou ter sido alvo de racismo ao ser atendido no restaurante de fondue Hannover, no Tatuapé, Zona Leste de São Paulo. Eles foram ao estabelecimento na noite de quarta-feira (19) para comemorar o aniversário de Kléber, mas contaram terem sido tratados com descaso e ignorados mesmo depois de já estarem com o rodízio pago antecipadamente pela internet, no valor de R$ 237,60.

Kléber e Janaína também tiveram o pedido para trocar de mesa negado e não foram servidos, enquanto outros clientes já eram atendidos.

“Eu levantava a mão, acenava, pra ver se alguém vinha atender a gente e as pessoas não vinham. Não notavam a gente. Não davam atenção pra gente”, declarou Souza, especialista de dados. O casal registrou boletim de ocorrência.


Recusa para troca de mesa

Segundo o casal, os problemas começaram quando eles chegaram ao restaurante. “Primeiro, o pedido que a gente fez foi pra gente sentar num local um do lado do outro. Aí já tivemos uma negativa bem afirmativa, sendo que a gente chegou cedo e o salão do restaurante estava vazio”, contou Kléber.

O casal também narra ter sido tratado com descaso logo na chegada. “Ele [funcionário] não falou nem boa noite pra gente. Só disse ‘vocês já fizeram o pagamento’? Eu falei ‘tá aqui’ e mostrei no celular. E ele disse ‘vou checar’. Mas nós já estávamos havia mais de 15 minutos esperando”, disse Janaína Coelho.

Espera mesmo com poucas mesas ocupadas


Kléber e Janaina disseram que ficaram mais de 20 minutos esperando por atendimento, apesar do restaurante ter poucas mesas ocupadas.

“Chegaram mais três ou quatro mesas depois de nós. E eles já estavam sendo atendidos, comendo. E nós, nem sequer uma água”, contou Janaína.
Os dois disseram que foram até uma mulher que seria a gerente do local, de nome Chris. Ela teria apenas se desculpado. Depois, o casal chamou a polícia.

Ocorrência e desabafo


Kléber e Janaína registraram um boletim de ocorrência no 30º Distrito Policial do Tatuapé. A polícia vai apurar o caso e deve pedir imagens das câmeras de segurança do restaurante e ouvir funcionários.

Os dois contaram que foram pra outro estabelecimento comemorar o aniversário do Kléber de Souza, mas que o episódio estragou a noite deles.

“Nós saímos muito constrangidos, tristes, nos sentindo humilhados. Porque, independente de raça e de cor, de como esteja vestido, se você entra num estabelecimento, acho que tem que ter o respeito e não pode ter ideia mal concebida. A gente tentou reverter, porque era aniversário dele ainda, mas nós estamos mexidos até agora com isso. Foi um dia muito reflexivo pra nós”, desabafou Janaína Coelho.

O restaurante não se pronunciou.


 

“Não quero que ele acorde para passar fome”: mãe faz filho faltar à aula por falta de comida em casa

Artigo Anterior

Adotado, cãozinho se despede com alegria do abrigo em que vivia. Cativou a todos!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.