publicidade

Casal já respondeu a mais de 2.000 cartinhas endereçadas ao Papai Noel, que chegaram a seu apartamento!

Este casal viveu por dez anos no destino de centenas de cartas para o Papai Noel, em Nova York. Nesse tempo, começou a responder e a realizar os pedidos de algumas delas!



A época de Natal é uma das mais esperadas por crianças de todas as idades. O fim de ano é sempre recheado de muitas festas, comida e, para a ansiedade de muitos, presentes.

As famílias se desdobram para chegar ao final de ano e realizar os desejos dos pequenos. Apesar de muitos terem os pedidos atendidos, não são todos os que conseguem aquilo que querem. A saída nesse caso é Papai Noel mesmo.

Não são todos que têm a oportunidade de receber um presente dele. Mas a fantasia infantil não tem limites e mesmo assim elas seguem escrevendo. No caso desse casal, as cartinhas foram parar na sua casa.

Direitos autorais: reprodução Facebook/Jim Glaub.

Em dez anos vivendo no mesmo apartamento, a época de final de ano para Jim Glaub e Dylan Parker é sempre muito tumultuada.


Não é por causa das festas que se acumulam e, sim, pelo alto fluxo de cartinhas destinadas ao Papai Noel que eles recebem.

Eles foram os felizardos que passaram a receber cartas de centenas de crianças de Nova York. Quando se mudaram para a casa, foram avisados que, na época, viriam algumas cartas.

Em setembro daquele ano de 2010, eles já haviam recebido algumas, mas nada comparado ao que aconteceria em dezembro, quando as cartas começaram a chegar em centenas.


Ao abrir os envelopes, eles se depararam com pedidos singelos e até de cortar o coração, como a criança que pedia apenas um peru de Natal, para que eles não tivessem de comer em restaurantes comunitários novamente durante a ceia. Tocados pelo conteúdo dos pedidos, os dois resolveram escrever de volta algumas cartas, e tiveram ajuda de amigos e voluntários no processo.

Direitos autorais: reprodução Facebook/Miracle on 22nd street.

Em dez anos, já foram mais de duas mil cartas respondidas pelos dois. A coisa ficou séria, que ambos até começaram o movimento para repassar as cartinhas a pessoas dispostas a ajudar. O Facebook da fundação funciona a todo vapor. Agora, segundo disse ao Daily Mail, o casal pretende começar a atender aos pedidos das crianças britânicas.

Sem nem mesmo pedir, Jim e Dylan se viram numa situação que poucos têm a oportunidade de se encontrar. Os dois poderiam apenas pedir para as cartinhas não serem entregues mais e seguir as próprias vidas.

No entanto, o mais bonito é que eles tiveram uma chance de fazer o bem e a agarraram. Uma oportunidade que não aparece sempre e que faz toda a diferença na vida de todos nós.

O que você achou da atitude desse casal?

Comente e compartilhe esta história com os amigos!

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.