publicidade

Casal salva cadela “zumbi” abandonada nas ruas e profundamente traumatizada

Una e seu marido decidiram resgatar a cachorrinha, porque sabiam que, naquelas condições, ninguém iria ajudá-la.



Quando um animal sofre maus-tratos, toda a estrutura de ação e cuidado deveria ser repensada. Como é possível permitir que cães e gatos, domesticados apenas para dar felicidade e fazer companhia aos humanos, sejam abandonados todos os dias pelas ruas das cidades? Vulneráveis e carentes, muitos acabam doentes, passando fome e sede apenas porque não “serviram” para quem os abandonou.

Não é justo que os animais sejam tratados como meros objetos, prontos para ser descartados a qualquer momento, sem nenhum valor ou utilidade. Felizmente, existem pessoas bondosas que se comprometem com o bem-estar desses pequenos indefesos, adotando-os, apesar das críticas que recebem.

Una Geiger, moradora de Chisinau, na Moldávia, no Leste Europeu, é uma dessas pessoas com um enorme coração, sempre dispostas a ajudar um animalzinho indefeso. Quando ela e seu marido resgataram Samara (ou Sammy, como gostam de chamá-la), pensavam que a única coisa que lhe restava era a morte.

Passando uma vida inteira nas ruas, Sammy foi rejeitada, passou fome, sede, foi maltratada e não tinha onde se refugiar ou dormir.


O marido de Una viu uma foto da cachorrinha nas ruas, que mais parecia um “zumbi” do que um cachorro, como explica o casal na rede social.

O choque daquela imagem fez com que o mundo do casal saísse do eixo momentaneamente. Sammy tinha escabiose e traumas profundos.

Direitos autorais: reprodução Facebook/Una Geiger.

Com uma aparência que fazia com que ninguém quisesse resgatá-la, a cadelinha estava com os dias contados, iria, provavelmente, ser sacrificada ou acabaria morrendo de fome.


A sarna era tão extensa em seu corpo que muitos sentiam repulsa de observá-la, mas Una e seu marido decidiram levar o animal para casa, mesmo que não sobrevivesse por muito tempo, pelo menos seria acolhida e receberia carinho.

Sammy tinha uma sarna grave, além de pânico, ansiedade e agressividade. Em um vídeo postado por Una, é possível ver que a pequena sofreu tanto ao longo da vida, que a simples ideia de um contato físico com humanos a fazia gritar.

O medo era real, o trauma profundo, mas o casal decidiu continuar com a cachorrinha e cuidar dela da forma que conseguissem.

 

Wenn die Angst und Panik so groß sind, das ein Tier nur noch schreit.

When fear and panic are so huge, crying is the only option. She so looks and behaves like our Samara.

Publicado por Una Geiger em Quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Una e seu marido sabiam que Samara nunca seria um cachorro típico, tudo por que passou deixou cicatrizes em sua alma, mais profundas do que todas as que carrega na pele. A sarna, com o tempo, passou, mas o trauma, com esse é difícil de lidar.

Sammy não aceita usar coleira, durante os passeios, ela precisa estar solta, mas desenvolveu o hábito de caminhar ao lado dos outros cachorros da família. Ela não gosta de ser tocada ou de receber carinho, por isso todos a respeitam, permitindo-lhe viver da forma como prefere, tentando lidar com seus traumas, acostumando-se e criando confiança aos poucos em seus cuidadores.

Una explica que, mesmo sendo uma cachorra que viveu na rua, ela sabe receber comandos melhor do que seus outros cachorros, que sempre tiveram uma vida de conforto. Ela é leal e companheira, mesmo que não goste de ser tocada, e tem evoluído muito ao longo dos meses, mostrando que está empenhada em se socializar e esquecer o passado.

Direitos autorais: reprodução Facebook/Una Geiger.

Nunca saberemos, de fato, tudo por que a pequena Sammy passou enquanto estava nas ruas, mas é impressionante ver o comprometimento de algumas pessoas que, apaixonadas por animais e insatisfeitas com os abandonos, se dispõem a cuidar e amar os animais.

Mesmo que a cachorrinha fosse comparada a um “zumbi”, mesmo que tivesse problemas de socialização, sua família a quis.

Compartilhe este conteúdo nas suas redes sociais e comente abaixo o que você achou desse caso!

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.