Família

“Melhor tratamento”, casal trans elogia SUS após engravidar e ter uma filha

Foto: Reprodução
Casal trans engravida tem filha e elogia SUS Melhor tratamento

Um casal trans elogiou o tratamento de saúde básica do Brasil após passarem por tratamento para serem pais!

Leonardo Oliveira e Álex Arielly Germano é um casal trans que mudou a rotina com o nascimento da filha, Maria Dandara. Os dois vivem em Fortaleza e se tornaram pais após Leonardo ter uma gestação acompanhada pelo Sistema Único de Saúde (SUS). 

Apesar de muitas pessoas ainda sofrerem transfobia durante atendimentos médicos públicos e particulares, segundo entrevista ao Metrópoles, o casal trans afirmou que foram muito respeitados durante a gravidez e elogiaram o SUS, dizendo que foi o melhor tratamento que poderiam ter.

Leonardo ressaltou que sempre ouvia muitos relatos de pessoas com problemas durante o tratamento no SUS, em relação a gênero e sexualidade, mas felizmente, não passou por isso. Ele ainda diz que não sabe se deu sorte ou se realmente há profissionais mais preparados para essa situação. Além disso, conseguiu sentir o respeito até mesmo da população, sem comentários maldosos sobre a gravidez ou qualquer outra coisa.

Screenshot 4 3

Direitos Autorais: Reprodução/Instagram

Relacionamento

Segundo o Metrópoles, Leonardo e Álex Arielly começaram a namorar em agosto de 2018, após se conhecerem no Tinder, um aplicativo online de namoro, quando Leonardo tinha 19 e Arielly apenas 17. No aplicativo, Álex Arielly ainda se apresentava como uma pessoa do sexo masculino, mas ambos já sabiam que queriam viver suas verdadeiras identidades.

Já Leonardo começou sua transição quando tinha apenas 16 anos, tomando hormônios sem acompanhamento médico. Ele contou que sempre se viu como homem, bem como a atração por homens.

O início da relação foi difícil. Segundo Leonardo, Arielly não tinha transicionado ainda e o seu pai era preconceituoso. Depois de um tempo, o pai aceitou a relação e até mesmo propôs que Arielly fosse morar junto com eles. E agora, a família dos dois já entende e aceita eles como são.

Sobre a transição

Um tempo depois, Arielly ficou chocada ao se descobrir travesti não binária, que se refere a pessoas que não se sentem pertencentes exclusivamente a um gênero. Assim, finalmente decidiu iniciar sua transição para mulher trans, tomando hormônio também sem acompanhamento médico, com o amparo de Leonardo, que mesmo não se atraindo por pessoas mais masculinas, ama muito Arielly e não queria terminar a relação somente por causa disso.

Sobre a transição de sexo, o casal concordou que o atendimento a pessoas trans precisa melhorar, tanto nas redes públicas, quanto nas privadas. Eles acreditam que o processo ainda é bastante invasivo, já que ainda há muitos profissionais que questionam a identidade de gênero, em vez de compreendê-la de fato.

Anúncio da gravidez

Ainda conforme relato ao Metrópoles, Arielly sempre teve o sonho de ser mãe. Por outro lado, Leonardo ainda tinha suas dúvidas, pois, durante a gestação, não queria ver o seu corpo se transformar como o de uma mulher. Mesmo com medo de sentir uma regressão da sua transição, Leonardo finalmente decidiu que queria passar pela gestação.

Imagem 1 Melhor tratamento casal trans elogia SUS apos engravidar e ter uma filha

Direitos autorais: Reprodução Instagram / @familiatranscentrada

No dia primeiro de janeiro deste ano, Leonardo usou seu Instagram para anunciar a gravidez. ““Esse é o nosso ano!”, essa foi a primeira frase que eu te falei quando os dois ponteiros do relógio chegaram no número 12. Lembre-se disso em todos os 365 dias, porque esse vai ser o nosso ano de ouro, o ano em que tudo vai ser diferente pra nós, onde tudo vai mudar permanentemente. Feliz ano novo meu amor, feliz ano novo pra mim, pra você e pra essa princesa linda que eu venho carregando no ventre há 6 meses. Eu amo vocês, e esse é o nosso ano!!!!”, disse ele emocionado.

Imagem 2 Melhor tratamento casal trans elogia SUS apos engravidar e ter uma filha

Direitos autorais: Reprodução Instagram / @familiatranscentrada

O nome escolhido para a bebê foi Maria Dandara, em homenagem à mãe de Leonardo e à avó materna de Arielly. Além disso, a criança também é símbolo de resistência à memória de Dandara dos Santos, a travesti morta a tiros em 2017, em Fortaleza, depois de ter sido espancada.

Além disso, no TikTok chamado “familiatranscentrada”, o casal mostra o dia a dia da família trans, com o objetivo de conscientizar as pessoas. A conta deles é um sucesso e já tem mais de 150 mil seguidores.

Imagem 3 Melhor tratamento casal trans elogia SUS apos engravidar e ter uma filha

Direitos autorais: Reprodução Instagram / @familiatranscentrada

0 %