publicidade

“cavaleiros do apocalipse” dos relacionamentos

Um dos maiores desafios que nos deparamos na vida é o relacionamento com o outro, pois muitas vezes desejamos que o outro seja compatível apenas com nossas qualidades e não com nossos defeitos. Defeitos estes que dificilmente conseguimos enxergar em nós mesmos.



Para ajudar nessa conscientização e melhorar os relacionamentos, o pesquisador John Gottman chama de “Cavaleiros do Apocalipse” quatro métodos comuns, porém não recomendados para um casal gerenciar seus conflitos.

A presença constante desses quatro cavaleiros, se não for remediada, pode levar o relacionamento ao fracasso.

Serão listados os quatro “Cavaleiros do Apocalipse” e seus antídotos para quem deseja melhorar seus relacionamentos.

Criticismo

Ao contrário da crítica construtiva, a crítica se torna destrutiva quando se transforma em um julgamento contra a outra pessoa. Uma coisa é apresentar uma opinião, outra coisa é apresentar uma opinião desqualificando a outra pessoa. O julgamento emocional de acusação, censura e condenação são altamente destrutivos.


Remédio: apresentar a reclamação sem utilizar a palavra acusatória “você”, e sim “eu”. Fale como você se sente, expressando o que quer de um jeito positivo.

Desprezo

São atitudes agressivas e de falta de respeito como ameaças, piadas e humilhações direcionadas ao parceiro, que implica uma atitude de superioridade por parte de quem despreza. Comentários irônicos, cinismo, ou até mesmo xingamentos diretos que desqualificam o parceiro são o maior veneno para um relacionamento.

Remédio: construir uma cultura de apreciação e respeito. Expressar continuamente admiração pelo(a) parceiro(a).


Defensividade

Trata-se de uma atitude em defesa de um ataque. O problema da defensividade é que uma atitude em defesa de um ataque pode negar a própria responsabilidade pelo conflito. Colocar-se no papel de vítima assumindo uma postura defensiva não resolve os problemas e nem garante parte do aprendizado. Sendo assim, a culpa é toda transferida para a outra pessoa e nada é resolvido.

Remédio: Assumir a sua responsabilidade, mesmo que parcial.

Devemos quebrar paradigmas. A melhor defesa não é o ataque, mas buscar soluções e assumir responsabilidades.

Obstrução ou indiferença

Modo de se retirar do conflito através do silêncio, sem responder às críticas do outro, como se não tivesse nada a ver com o problema. É uma estratégia negativa que afasta a solução, pois a pessoa se coloca acima do problema e do relacionamento, como se o conflito não estivesse acontecendo com ela. Somos indiferentes quando ignoramos o problema do outro como se isso não nos importasse.

Remédio: Fazer uma pausa de alguns minutos e dizer que depois, com as emoções mais contidas, voltam a falar sobre o assunto, ao invés de deixar o outro falando para as paredes.

Utilizar os “remédios” normalmente faz com que o outro também utilize, mesmo sem perceber. Portanto, não precisa cobrar do outro e sim fazer sua parte. Todos nós temos pelo menos um “Cavaleiro do Apocalipse” para domar em nossa personalidade. Identifique os seus e não desista de um dos bens mais preciosos para a saúde e bem-estar: os relacionamentos!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: varnavaphoto/123RF Imagens.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.