3min. de leitura

Ceteris Paribus não é ferramenta para liderar!

Ceteris Paribus é uma expressão em Latim que significa “todo o mais é constante”, muito utilizada pela economia a fim de auxiliar na análise de uma variável e não levando em consideração as demais variáveis que podem influenciar nessa análise.


Pois bem, muitas vezes o sistema corporativo em que vivemos nos suga os pensamentos até transbordarmos. Estamos tão focados em lucratividade e resultados que nos esquecemos de ouvir nossos próprios questionamentos, que dirá os questionamentos dos nossos liderados, o que nos faz resolver as coisas de maneira a não levar em conta as demais variáveis que poderiam favorecer a tomada de decisão correta para todos.

A nossa mente está tão cheia de perguntas, que mesmo que alguém as respondesse, não escutaríamos, pois só estamos focados em resolver aquela variável, efeito ceteris paribus.

É preciso nos esvaziarmos desse dogma! E esvaziar não significa não ser comprometido, sem visão, desmotivado, esvaziar do efeito ceteris paribus significa estar aberto às outras variáveis, que são novos aprendizados, opiniões, processo. Pois o tudo mais não é constante, está sempre em movimento e mudança. Quantas vezes um liderado propõe uma nova forma de trabalho ou traz uma ideia, mas como estamos focados apenas em uma variável/forma de trabalho, nem sequer ouvimos o que ele tem a dizer?

A resistência em quebrar nossos próprios dogmas é muito grande. Mas por que, enquanto líderes, temos essa resistência? 

Que tal lembrar que, para muitos, a liderança ainda exerce um fascínio chamado PODER – cinco letras que provocam atitudes desastrosas na vida das pessoas, se não souber usá-las. O verdadeiro líder aprende com seus liderados, e, deles colhe aquilo que precisa ser melhorado, o consenso é a negociação da liderança.


Por fim, uma dica para liderar com equilíbrio é procurar esvaziar-se desse paradigma e manter a mente aberta a novas variáveis, porque o tempo vai correr, as situações sairão fora do que foi planejado, situações externas surgirão e farão que se busque novos resultados e, cabe ao líder ficar preparado para receber novas informações e discerni-las.

Lembre-se de que para problemas novos, às vezes, é preciso soluções novas, não adianta cavar as soluções do mesmo lugar de sempre!


Em se tratando de liderança, o melhor a fazer é analisar as demais variáveis e deixar o ceteris paribus para os economistas.

___________

Direitos autorais da imagem de capa: kasto / 123RF Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.