Notícias

Chanceler alemão anuncia mil armas antitanques e 500 mísseis para a Ucrânia

Chanceler alemao anuncia mil armas antitanques e 500 misseis para a Ucrania

O chanceler Olaf Scholz, da Alemanha, anunciou o envio de armamentos antitanques e mísseis para a Ucrânia. O líder alemão telefonou, neste sábado, 26, para o presidente Volodymyr Zelensky. Os equipamentos são para Kiev se defender da invasão russa que está em curso.

“O ataque russo marca um ponto de virada. É nosso dever fazer o nosso melhor para ajudar a Ucrânia a se defender contra o exército invasor de #Putin. É por isso que estamos fornecendo 1.000 armas antitanque e 500 mísseis Stinger para nossos amigos no #Ukraine”, escreveu o chanceler no Twitter.

Zelensky fez um tuíte para agradecer a ação de Scholz e afirmou que a coalização antiguerra está em ação.

“A Alemanha acaba de anunciar o fornecimento de lançadores de granadas antitanque e Stingers para a Ucrânia. Continue assim, Chanceler Olaf Scholz! Coalizão antiguerra em ação”, pontuou o presidente ucraniano.

A invasão

Na madrugada de quinta-feira, 24, horário local, foram registradas as primeiras explosões do que seria a ofensiva russa contra o território ucraniano. Ontem, mais vídeos mostraram tropas de Moscou em Kiev. Hoje, o presidente Volodymyr Zelensky prometeu ficar na capital para incentivar uma resistência aos ataques.

O conflito acontece porque o Kremlin não quer a aproximação da Ucrânia com a aliança militar do Ocidente, representada pela Otan. Para o presidente Vladmir Putin, daria permissão para os Estados Unidos estabelecer armamentos, inclusive mísseis, num país fronteiriço à Rússia, o que deixaria Moscou sob risco.

0 %