Ciência comprova: pessoas que preferem café sem açúcar podem ser más!



Quando você toma café, prefere bem adoçado ou amargo?

Se seu paladar se sente mais atraído por alimentos amargos, isso revela uma coisa muito interessante sobre sua personalidade, de acordo com um estudo: você pode ter tendências psicopatas!

O estudo da Universidade de Innsbruck, na Áustria, foi liderado pela professora Christina Sagioglou e descobriu que as pessoas que apreciam o gosto amargo em alimentos, como café preto e água tônica, são mais propensas a mostrar sinais de maquiavelismo, sadismo e narcisismo, condições que as tornam vaidosos, egoístas e até mesmo maldosas, já que se sentem realizadas quando as pessoas ao seu redor passam por dificuldades.

Esse foi realizado com 500 participantes, de ambos os gêneros. Todos eles receberam uma lista de alimentos com números iguais de itens doces, salgados, azedos e amargos. Foi pedido que avaliassem cada um desses alimentos. Entre eles, estavam: bolo de chocolate, bacon, vinagre e rabanetes. Eles deveriam classificar os alimentos em uma escala de seis pontos, variando de desgosto fortemente e gosto fortemente.

Depois disso, cada participante preencheu quatro questionários de personalidade.

O primeiro questionário tinha como objetivo medir seus níveis de agressão, e pedia para eles classificassem declarações como verdadeiras ou falsas, declarações como “se for provocado (a), eu posso bater em alguém”.

O segundo questionário, por sua vez, pedia aos participantes que classificassem as afirmações avaliando os traços de personalidade do maquiavelismo, da psicopatia e do narcisismo.

O terceiro questionário orientava os participantes a responderem questões relacionadas às dimensões da personalidade “Big 5” de extroversão, amabilidade, abertura a novas experiências, conscienciosidade e neuroticismo.

O último questionário era a Avaliação Abrangente das Tendências Sádicas, que avalia as tendências para o “sadismo cotidiano”.



Um experimento semelhante posterior, com 450 participantes validou os resultados encontrados pela equipe de Dr. Sagioglou.

O estudo, que foi publicado na revista Appetite, concluiu que: “Preferências gerais de gosto amargo emergiram como um robusto preditor de maquiavelismo, psicopatia, narcisismo e sadismo cotidiano”.

Além disso, os pesquisadores também disseram que comportamentos como simpatia, gentileza e cooperação não foram correlacionados de forma positiva com alimentos amargos.

Dr. Sagioglou declarou que ingerir alimentos amargos pode ser “comparado a uma montanha-russa onde as pessoas gostam de coisas que as induzem ao medo”, e continuou:

“Encontramos correlações particularmente robustas com o sadismo cotidiano. . . [que é] uma característica relacionada ao masoquismo benigno – o prazer de atividades dolorosas.”

Uma descoberta interessante, apesar de certamente não poder ser usada para julgar o caráter de alguém, que vai muito além de uma preferência alimentar.

Como você prefere suas comidas? Encontrou uma semelhança entre seu comportamento e os resultados das pesquisas? Comente abaixo e compartilhe o artigo com seus amigos!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: Ghenadii Boiko / 123RF Imagens.






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.