Família

Ciência confirma: o pai é insubstituível na formação da criança

capaciencia confirma O pai e insubstituivel na formacao da crianca
Comente!

A ciência comprovou aquilo que todos nós sabemos muito bem: a presença do pai é fundamental na vida das crianças. Entenda!

Apesar de muitas vezes subestimado, o vínculo dos pais com os filhos é tão intenso quanto o das mães, e sua importância é vital para o bom desenvolvimento das crianças.

Um estudo de Ronald Rohner e Abdul Khaleque, da Universidade de Connecticut (EUA), traz informações científicas muito interessantes, que apenas comprovam o que todos nós já sabíamos.

Os pesquisadores, que realizaram uma análise em grande escala, revendo mais de 36 estudos do mundo todo, com a participação de mais de 10 mil pessoas, descobriram que o amor paterno contribui tanto quanto o das mães, às vezes, até mais para o desenvolvimento de uma criança.

Sua análise teve como foco o poder da rejeição e da aceitação dos pais na formação da personalidade dos filhos tanto quando crianças quanto na idade adulta.

Analisando essa gama ampla de estudos, os pesquisadores foram capazes de descobrir que, quando rejeitadas por seus pais, as crianças tendem a se sentir mais ansiosas e inseguras, bem como mais hostis e agressivas.

Também descobriram que a dor da rejeição, especialmente durante um período considerável na infância, permanece na vida adulta, trazendo diversas consequências aos filhos, entre elas a dificuldade de formar relacionamentos seguros e de confiança com seus parceiros íntimos.

Segundo Rohner, as evidências da última década de pesquisas em psicologia e neurociência revelam que as mesmas partes do cérebro são ativadas quando as pessoas se sentem rejeitadas e quando experimentam uma dor física. “Ao contrário da dor física, no entanto, as pessoas podem reviver psicologicamente a dor emocional da rejeição por anos”, apresentou o pesquisador.

Rohner afirmou que, em meio século de pesquisa internacional, não encontrou nenhuma outra classe de experiência cujos efeitos sobre a personalidade e o desenvolvimento da personalidade sejam tão fortes quanto a rejeição, especialmente pelos pais durante a infância.

Segundo ele, crianças e adultos de todos os locais, independentemente das diferenças de raça, cultura e gênero, tendem a responder da mesma maneira quando precisam lidar com a rejeição de seus cuidadores e outras figuras de apego.

Em relação à influência do amor paterno versus o materno, resultados de mais de 500 estudos sugerem que, embora crianças e adultos, muitas vezes, experimentem mais ou menos o mesmo nível de aceitação ou rejeição de cada um, a influência da rejeição de um deles pode ser maior do que a do outro.

Psicólogos acreditam que isso acontece porque as crianças e os jovens adultos prestam mais atenção naquele que lhes pareça ter maior poder ou prestígio interpessoal. Nesse sentido, se os filhos analisam que os pais se destacam mais nesses requisitos, eles se tornam referências muito maiores do que as mães.

Rohner deixou uma mensagem importante sobre os efeitos que essa pesquisa deve proporcionar nas famílias. O pesquisador afirmou que o amor paternal é fundamental para o desenvolvimento de uma pessoa e que ajuda diversos homens a se envolver mais no cuidado com os filhos. Além disso, de acordo com ele, o reconhecimento da influência dos pais no desenvolvimento da personalidade dos filhos pode colaborar para reduzir a necessidade de “culpar a mãe” por tudo que acontece com os filhos, algo tão comum nas escolas e no ambiente clínico.

“A grande ênfase nas mães e na maternidade na América levou a uma tendência inadequada de culpar as mães pelos problemas de comportamento e desajustes dos filhos quando, na verdade, os pais costumam estar mais envolvidos do que as mães no desenvolvimento de problemas como esses”, explicou o profissional.

Essa pesquisa é apenas uma confirmação de que os pais devem sempre se manter presentes na vida dos filhos. Esperamos que tenha sido uma fonte de inspiração para você cuidar ainda melhor dos seus pequenos!

Comente!

Talvez eu acabe sozinho, e por mim tudo bem!

Artigo Anterior

Fã viraliza após “desconcentrar” Jorge e Mateus com frase polêmica em show no interior de SP

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.