Ciúme: um sentimento comum, mas que pode tornar-se uma patologia…

4min. de leitura

O ciúme é um estado emocional que envolve sentimentos, muitas vezes penosos em relação à outra pessoa. Quando este é demais passa a ser uma doença.



Temos que tomar muito cuidado com as reações das pessoas. Elas podem acabar nos prejudicando também.

Quando amamos alguém é até normal sentir ciúmes, mas de uma forma saudável. Nunca devemos achar que somos donos das pessoas e que elas nos pertencem.

O medo de perder o ser amado contribui muito, mas devemos ter em mente que ninguém é de ninguém.

Desde pequenos, carregamos esse sentimento conosco – seja em relação aos nossos pais ou irmãos e mesmo entre amigos. O que nos prejudica é o excesso, a cobrança excessiva. Em um relacionamento o sentimento exagerado sempre atrapalha e acaba afastando cada vez mais quem amamos.


O desejo de todos é preservar um relacionamento. Muitas pessoas encaram isso com naturalidade, mas outras consideram como um dever e acabam achando que somos propriedades delas. Sem ter noção do mal que está causando, o ciumento doentio considera o ciúme como uma prova de amor, zelo ou valorização do parceiro.

O ciúme também é visto como insegurança e baixa autoestima. Ele vai depender muito da nossa personalidade, da situação e das circunstâncias as quais estamos envolvidos. Ele nos traz muitos pensamentos negativos podendo causar ansiedade, medo, incerteza, desconfiança, raiva, tristeza, etc. São várias as emoções que o ciúme provoca.

Quando o ciúme deixa de ser uma coisa normal, a pessoa não consegue controlar seus sentimentos e os expressa em um tom abusivo. O ciumento possessivo tem um tom de vítima e acusa o tempo todo. Ele vê o outro como um traidor.


O ciúme patológico também é conhecido como Síndrome de Otelo, em alusão ao personagem de Shakespeare que possuía um ciúme irracional por sua esposa e acaba matando-a, por acreditar que ela o estava o traindo com seu melhor amigo, mesmo não tendo provas disso.

A pessoa doente imagina uma situação e passa acreditar naquilo que sua imaginação diz. Ele não vai atrás para procurar saber a veracidade dos fatos.

São situações muitas vezes exageradas e qualquer detalhe corriqueiro, como conversar com o dono da padaria que é um lugar que se vai todos os dias, torna-se um chamariz para discussão e desconfiança. Tudo que você fizer pode se tornar um motivo para sentir ciúme.

A grande verdade é que esse tipo de comportamento acontece por causa do desejo de trair que o ciumento tem e não admite e acaba atribuindo o desejo de ser infiel ao seu parceiro. O que na Psicanálise chama-se de transferência. São muitos os motivos para que este tipo de comportamento apareça.

Não é nada fácil lidar com essa situação, mas se você sofre com este tipo de ciúme, procure um especialista para se curar ou se alguém tem um ciumento possessivo dentro de casa e este não aceita ajuda, procure ajuda de alguém, o quanto antes.

Um beijo no coração de vocês!

____

Direitos autorais da imagem de capa: dolgachov / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

* Matéria atualizada em 11/06/2017 às 21:36






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.