Clássico não fode, nem sai de cima

6min. de leitura

Antes de mais nada, uma coisa que devemos deixar bem claro é que quem quer, dá um jeito. Essa frase se aplica a quase tudo em nossas vidas, mas principalmente, aquele carinha que vive dando desculpas ou não quer assumir metade das coisas que faz. Se ele quisesse estar com você, considerando que você também quer estar com ele e ele sabe disso (que é o pior que poderia acontecer, já que ele se torna uma espécie de Mestre dos Magos do relacionamento e aparece só quando quer, fala as besteiras que quiser e você ainda o procura feito uma desesperada porque acredita que tenha, sim, toda a solução para a sua vida), então, honestamente, a resposta é só uma: ele não está tão afim de você.



É claro que ninguém quer aceitar isso, tampouco que suas amigas vejam a história como ela realmente é e não como você conta para amenizar as partes que se sente desprezada. Mas, vamos levar em consideração o fator mais importante; por que isso acontece, afinal? Será que é tudo fruto da imaginação aguçada de uma mulher desocupada e sem preocupações maiores na vida ou tem algo a mais por trás disso?

Seria muito bom se todo homem que não tivesse interesse naquela criatura, simplesmente, resolvesse deixa-la em paz, encontrar a felicidade e viver a vida dela, não? Utopia completa. Nenhum cidadão sentindo que está perdendo uma “presa fácil”, alguém que sempre está disponível pra ele, sempre cede a seus encantos e sempre lhe perdoa das piores safadezas vai dizer com todas as letras a frase que todas mulheres dizem precisar ouvir vinda da boca deles para desapegar. Não é uma questão de não enxergar completamente, nem uma questão de nunca ter ouvido isso de centenas de amigas ou lido aqui no blog por exemplo, mas é um fato de apego que a pessoa estabelece pra se fazer confiante de sua escolha. “Se eu ouvir da boca dele, desapego. Se não, não consigo.” Bom, é triste, mas também não é verdade. É só uma armadura pra não se machucar e aceitar a realidade.

Enquanto isso, no outro lado da conversa tem aquele rapaz ambicioso que provavelmente nunca sofreu ou não teme as consequências de um outro ditado que diz “é melhor um pássaro na mão do que dois voando” e se arriscar a ter tudo, ou melhor, todas quanto quiser, do que demonstrar consideração em deixa-la ir. Aliás, eu nem diria que é consideração porque isso, de fato, é um valor distorcido e escasso na raça masculina do qual a maioria das mulheres nem sequer contesta. Mas eu acho que dizer “compaixão” se adequa muito melhor ao contexto. Porque, vamos combinar, esse é um puro ato de egoísmo. E o maior problema do egoísta é a incapacidade de se pôr no lugar dos outros. Ou seja, não adianta gastar saliva, gritos e ameaças tentando fazê-lo entender que ele devia te valorizar mais ou devia demonstrar mais que se importa ou devia, sei lá, tatuar seu nome em letras garrafais no peito pra que você se sinta amada. Isso é tudo em vão, porque ele simplesmente não tem capacidade de entender que suas atitudes refletem nos outros.


É natural do ser humano ser egoísta, eu concordo. E, pra falar a verdade, em muitos aspectos também não acho que isso seja de todo ruim. Tem momentos na vida que você tem que assumir os controles e os riscos de suas próprias atitudes. Tem que botar as bandas pra voar mesmo, arregaçar as mangas e arcar com as consequências. Eventualmente, no caminho de pessoas muito determinadas e ambiciosas há outras que podem sair prejudicadas. Como aquela velha história: enquanto um chora, o outro ri. Mas quando falamos de relacionamentos não podemos ser assim tão pragmáticos, nem coniventes com ações desastrosas que visem uma recompensa futura. Relacionamento não é preto no branco, não tem manual, não tem como zerar. Mesmo aqueles louváveis casais que decidem começar de novo estão cientes de que isso não se trata puramente de um recomeço. Dar uma nova chance, não vai te fazer esquecer dos percalços anteriores. Mas esse é o tipo de coisa que a gente não diz, já que não quer acabar com a esperança alheia. Afinal, fracos mesmo são aqueles que nem sequer tiveram força de vontade pra acreditar na mudança.

Então, por favor, não mantenha alguém na sua vida pra satisfazer seu ego. Não se conforte no sentimento gerado pela sensação de ser amado, mesmo sem que haja qualquer retribuição. Não se torne um mesquinho, pois isso além de egoísta é, sobretudo, triste. Sinto verdadeira pena de quem não aprendeu ainda que uma das melhores maneiras de ser feliz é estando feliz por quem a gente ama. Sabe, amor trata-se disso: colocar o bem do outro acima de suas próprias vontades. Quem é egoísta ao ponto de sustentar uma situação ruim para as partes envolvidas, não pode sequer se declarar um apaixonado.

 


Fonte: Escrito por  SAMANTHA SILVANY via Bendita Cuca (recomendado)

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

* Matéria atualizada em 02/04/2016 às 3:49






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.