Notícias

Clodovil 85 anos: Vida Vlatt afasta fama de vilão e diz que amigo “faz falta para o país”

Foto: Reprodução.
Clodovil 85 anos

Clodovil deixou sua marca na televisão, na política e na moda brasileira não só pelo trabalho desenvolvido nas três frentes, mas também pela personalidade com que desempenhava cada uma das funções. A atriz Vida Vlatt, que trabalhou com ele em programas de TV, afasta a fama de vilão do amigo em entrevista.

Vida Vlatt trabalhou com Clodovil interpretando a empregada Ofrásia, que integrou o elenco do A Casa é Sua, nas tardes da RedeTV!, um dos vários programas comandados pelo estilista. Ela não ignora o gênio difícil do amigo, mas conta que, apesar de algumas rusgas, a amizade entre eles se manteve até a morte do famoso, em 2009.

“Nossa relação foi bem legal, dentro do possível. Ele tinha realmente um temperamento muito difícil, mas gostou de mim. A gente se queria bem. Às vezes, a gente brigava, discutia, mas nós ficamos amigos até o fim.”

“São muitas lembranças, e a maioria delas muito boas. Procuro guardar sempre as boas lembranças, de muitas risadas que a gente dava. Lembro dos momentos em que a gente dançava junto no programa e atormentava a diretora, brincava com ela. Foi uma época maravilhosa da minha vida”, diverte-se Vida Vlatt.

Clodovil previu “público tomando o lugar do artista” na TV, diz Vida Vlatt

Passados 13 anos da morte de Clodovil, a atriz o define como “um cara muito inteligente e um visionário”. Ela acrescenta: “Ele era um cara que enxergava à frente do seu tempo. Falava coisas que eu não entendia. Eu pensava: ‘De onde ele tira isso? Por que ele está falando isso?’”

“Ele dizia que esses reality shows mostravam que a tendência da televisão era o artista perder espaço para o público. Ele falava que pessoas que não tinham nada a oferecer estavam tomando o lugar dos artistas. É realmente o que está acontecendo hoje.”

Se estivesse vivo, Clodovil completaria 85 anos nesta sexta-feira (17). Em 17 de março de 2009, Clodovil foi encontrado caído no chão de sua casa em Ubatuba, após um acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico. “Ele deixou muitas saudades. Faz falta para o país”, resume Vida Vlatt.

0 %