Pessoas inspiradoras

“Coisa de Deus.” Casal vê jovem humilde vendendo bolos de pote na porta de sua lanchonete e o contrata

O vendedor ambulante perguntou aos proprietários do local se eles estavam contratando funcionários e se surpreendeu com a resposta deles!



O desemprego é um dos principais fatores do atual aumento da insegurança alimentar no país, lado a lado com a crise sanitária que tem assombrado todos com a pandemia da covid-19.

Muitos locais precisaram fechar as portas ou reduzir drasticamente o número de funcionários, já que a transmissão do vírus ainda está longe de ser controlada, o que fez com que a taxa de desemprego batesse recorde no último trimestre, chegando a 14,7%, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia de Estatística).

Para tentar minimizar os estragos feitos pela falta de dinheiro, muitos recorrem ao trabalho autônomo, precisando se arriscar a conviver com outras pessoas nas ruas.


Esse é o caso de milhões de brasileiros, assim como presenciou o casal Railson e Glaucia recentemente. O fato aconteceu em Santarém, no Pará, e o vídeo tem emocionado muitos internautas, deixando-os ter esperança na humanidade.

Railson Rodrigues e sua esposa Glaucia Rodrigues são empreendedores e trabalham vendendo cachorro-quente em seus estabelecimentos. Eles estavam visitando a obra de mais uma de suas unidades da lanchonete quando conheceram um vendedor ambulante, que estava na frente do local, em um encontro que mudaria para sempre a vida daquele rapaz.

O jovem estava vendendo bolos de pote, acompanhado de outro homem, seu cliente, quando viu o casal se aproximando. Ele perguntou o que seria aquele local em construção, e os donos falaram que era a nova unidade da dogueria que administram, imediatamente, o rapaz perguntou se ainda estavam contratando funcionários.

O casal já havia preenchido todo o quadro de funcionários e sentiu um aperto no coração em ter que dizer isso ao jovem tão animado e cheio de vida que tinham acabado de conhecer. Mas, como se fosse um sinal divino, Railson recebeu uma ligação pouco tempo depois, sobre a desistência de uma das pessoas já contratadas.


Havia uma vaga para aquele jovem, e Railson não demorou a perguntar se ele aceitaria integrar a equipe da lanchonete. O menino ficou visivelmente emocionado e disse que assumiria a vaga a qualquer momento, poderia ser hoje mesmo, amanhã, 5 horas da manhã, independentemente do dia ou horário, ele assumiria aquele emprego.

O jovem começou a chorar e todos ali, até o cliente que havia comprado um bolo de pote, também se emocionaram. A felicidade de uma pessoa que precisa de um emprego, finalmente conquistando a vaga, é algo contagiante e nos mostra que, em alguns momentos, precisamos estar abertos às chances que podem aparecer pelo caminho.

Railson acredita que aquela vaga ter sido aberta naquele exato momento não tem muita explicação, exceto pelo fato de que foi “coisa de Deus”. Mesmo sem ter feito uma entrevista formal, o casal não tem dúvidas de que o rapaz sairá bem no emprego, principalmente pela reação e pelo comprometimento que mostrou no momento em que se conheceram.


Ao invés de prender mãe que furtou mercado para alimentar o filho, policiais fazem compra de R$ 700 para ela

Artigo Anterior

“Perdi uma parte do meu coração.” Jovem compartilha despedida emocionante de cão de 6 anos

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.