Coloque limites em suas relações!



A melhor coisa do mundo é nos sentir acolhidos quando frequentamos a casa de alguém que nos recebe sempre oferecendo o melhor de si e nos deixando a vontade.

Mas não podemos confundir liberdade com libertinagem e invadir a intimidade das pessoas.

A minha ex -mulher tinha uma amiga muito abusada que aparecia em nossa residência sem avisar, pegava as coisas na geladeira, sem pedir permissão, deixava a pia toda cheia de sujeira, mudava de canal em nossa TV, entrava no quarto sem pedir licença, desafinava o meu violão e usava o telefone fixo para fazer ligações demoradas para celulares.

Confesso que aquela postura dela invadindo o meu espaço e adentro na minha intimidade me desagradava profundamente, pois, eu recebi outra educação!

Mas, evitando parecer antipático ou mão de vaca, eu fui engolindo aquela desconfortável situação por um longo tempo. Até que um dia ela fez uma ligação do meu telefone fixo para um celular e gastou 68 reais na minha conta.

Naquele dia eu cheguei ao meu limite e decidi acabar com o incômodo. Então, quando a mesma estava indo embora eu falei: Espere um minuto!

Fui à cozinha, peguei o lixo do cesto e chegando na sala, agindo com a mesma cara de pau eu disse: Já que nos tornamos uma família, você pode jogar o lixo fora hoje?



Ela me olhou estranho e eu mantive a postura firme. Ficou um clima chato no ar, ela me encarou incrédula e eu completei: É que em nossa casa os direitos são iguais e democráticos. Como você encheu a sacola do lixo de cascas de frutas que você devorou, eu acho muito justo que você participe da limpeza para o ambiente permanecer agradável e poder recebê-la da melhor maneira possível.

Resumindo: Ela deu um sorriso amarelo e estendeu a mão para receber o lixo da minha mão, porém, eu, já satisfeito por ter lhe dado uma lição de moral, não aceitei que ela fosse levar o lixo e sai para fazer o serviço. Quando voltei a minha ex estava muito revoltada com a minha atitude e me informou que amiga dela antes de ir embora tinha avisado que nunca mais colocaria os pés em nossa casa.

Agora eu pergunto: Eu fui deselegante ou sou avarento e ainda não percebi?


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: yacobchuk / 123RF Imagens






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.