Comportamento

Com 53 anos e uma filha, Mônica Martelli celebra maturidade: “Não voltaria aos meus 30, mas nunca na vida”

A atriz e jornalista foi bastante sincera sobre o seu momento atual. Confira!



A chegada dos 50 anos é algo que assusta muitas mulheres, especialmente porque, para muitas, essa idade é um sinônimo de velhice, perda de beleza e até mesmo de valor. Por muito tempo, o envelhecimento foi visto como algo muito negativo para nós, que deve ser combatido a todo custo.

Até hoje existem mulheres que usam de todas as artimanhas possíveis para negar a chegada dessa idade, seja através dos seus comportamentos ou dos milhares de procedimentos estéticos que prometem uma aparência jovem, como se as marcas da idade fossem algo que devemos esconder.

Felizmente, para muitas, esse padrão de pensamento tem ficado cada vez mais ultrapassado, à medida que têm aprendido a reconhecer a sua beleza e o seu valor a cada nova etapa da vida.


Essas mulheres aprenderam a reconhecer os 50 anos não como um inimigo, mas como uma etapa da vida cheia de descobertas, em que descobrem forças e qualidades que não sabiam que possuíam e recomeçam as suas vidas com muitos mais amor-próprio e segurança de si mesmas.

No mundo das famosas, temos muitos grandes exemplos de que os 50 anos são um período de grande autoconhecimento e felicidade. Um deles é o da atriz e jornalista Mônica Martelli.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@monicamartelli.

Atualmente com 53 anos, ela encara a sua idade de uma maneira muito positiva e cheia de sabedoria, que com certeza é um exemplo para muitas mulheres. Em entrevista durante a segunda edição do Ageless, evento organizado pelo VivaBem, canal de saúde e bem-estar do UOL, ela fez algumas declarações muito bacanas.


Mãe de uma filha e com um estado de espírito incrível, Mônica disse que nunca se sentiu tão criativa e apaixonada pela vida quanto agora. Ela comentou que não se sente velha e que “não voltaria aos 30, mas nunca na vida”.

A atriz disse que nunca imaginava que poderia se apaixonar novamente nessa idade e que isso é “uma delícia”. Ela também revelou não ter muitas referências de mulheres de gerações anteriores sem medo do envelhecimento e que está tendo que se reinventar sozinha.

As declarações de Mônica são muito importantes e carregam um significado profundo. Através de exemplos como o dela, podemos compreender que os 50 anos podem ser interessantes, cheios de novas sensações e aprendizados que nos tornam mulheres melhores.

Quanto mais dispostas estamos para encarar esse período da vida, mais podemos aprender e receber dele. Que você possa levar essas palavras para o coração e aproveitar essa fase da vida com a intensidade que merece!


Aos 28 anos, homem que usa fraldas e age como bebê não encontra emprego por ser considerado “infantil”

Artigo Anterior

Depois de viver nas ruas, mulher se torna modelo bem-sucedida e conquista a própria casa!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.