Comportamento

Com apenas 1% de chance, casal tem segundo filho com síndrome de Down. “Propósito de vida”

capaCom apenas 1 de chance casal tem segundo filho com sindrome de Down Proposito de vida
Comente!

A mãe das crianças compartilha a rotina da família nas redes sociais, e tem feito sucesso!

Beatriz Bombazaro Borges Fonseca, de 24 anos, é uma jovem de Cuiabá (MT) com uma visão muito poderosa e inspiradora sobre a maternidade.

Apesar da pouca idade, ela já é mãe de duas crianças, Enzo, de 6 anos, e Maria, de pouco mais de 1 ano, e ambas as crianças nasceram com síndrome de Down. Para muitas pessoas, esse é um motivo de preocupação e infelicidade, mas não para Beatriz, que acolhe os filhos com todo amor e busca desmistificar muitas ideias erradas sobre a maternidade de crianças com deficiência.

A síndrome de Down é uma alteração genética provocada pela presença de um cromossomo a mais no par 21. A modificação genética afeta o desenvolvimento do indivíduo, determinando algumas características físicas e cognitivas.

Em uma entrevista ao portal MidiaNews, a fotógrafa contou que a primeira gravidez aconteceu aos 17 anos e logo recebeu a notícia de que a criança nasceria com síndrome de Down.

Esses primeiros momentos não foram fáceis, porque era muito nova e não conheca nada sobre a doença. Como consequência, Beatriz chegou a desenvolver depressão, e foi apenas com o passar do tempo que entendeu que o filho seria capaz de tudo.

2Com apenas 1 de chance casal tem segundo filho com sindrome de Down Proposito de vida

Direitos autorais: Reprodução Instagram / @com.enzoemaria.

Depois do susto, ela procurou especialistas para ajudar no desenvolvimento físico e intelectual do filho, que começou os tratamentos com apenas 15 dias de nascido.
Com Maria, que nasceu no ano passado, as coisas foram diferentes, porque a criança já era planejada junto com o marido Maycon.

Eles se surpreenderam ao saber que a nova criança também nasceria com a síndrome, uma vez que a probabilidade era de apenas 1%. Mas não se desanimaram e já foram atrás de tudo que a bebê precisaria para ter uma infância tranquila.

Atualmente, ela divide a rotina de trabalho com o acompanhamento de saúde dos filhos, já que o marido é representante comercial e vive viajando, mas faz tudo com muito amor e dedicação.

Para compartilhar a rotina com os filhos, Beatriz, que explicou que as crianças têm a síndrome de Down mais comum, por trissomia livre, criou um perfil no Instagram, que atualmente conta com mais de 59 mil seguidores.

3Com apenas 1 de chance casal tem segundo filho com sindrome de Down Proposito de vida

Direitos autorais: Reprodução Instagram / @com.enzoemaria.

Por lá, ela compartilha desde os momentos em família até os estímulos, terapias e até mesmo os problemas de saúde das crianças como uma maneira de orientar os pais que passam pelas mesmas situações e para desmistificar a informação de que criar filhos com síndrome de Down é algo impossível.

Ao que tudo indica, o retorno dos seguidores tem sido legal, pois a jovem contou que vários pais entram em contato para saber mais sobre os exames e tudo mais. Segundo ela, isso se deve ao fato de que muitas mães têm essa preocupação de ter outro filho para ajudar no crescimento do primeiro.

Beatriz tem uma visão muito interessante sobre a maternidade, e busca criar os filhos da melhor forma possível, mas isso não a impede de ser vítima de preconceito.

A jovem contou que, quando o primogênito nasceu, a família foi alvo de comentários ofensivos e preconceitos, mas que foi lidando com isso por meio da informação, mostrando que as crianças com síndrome de Down são como qualquer outra e cada uma tem a própria personalidade.

4Com apenas 1 de chance casal tem segundo filho com sindrome de Down Proposito de vida

Direitos autorais: Reprodução Instagram / @com.enzoemaria.

Segundo a fotógrafa, sua página no Instagram ajuda a transmitir informações e a combater o preconceito.

Ela ainda diz que as pessoas conhecem pouco sobre a síndrome de Down e associam ter um filho com a condição com a necessidade de parar a própria vida, quando não é assim, bastando apenas de adaptação.

Comente!

Pais surpreendem filho e o levam até noivo no altar em casamento gay em SP

Artigo Anterior

Ele vê o seu adversário cair a poucos metros da chegada, para e o ajuda a completar a corrida

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.