Com estas 3 dicas você pode acabar com o mau humor!

4min. de leitura

Nosso bom humor é a expressão que diz que nosso corpo está bem, que nós estamos bem. Quando ele começa a variar, a irritabilidade começa a tomar conta, a tristeza aumenta, a angústia bate.



O mau humor gera apenas coisas ruins. Não só para nosso corpo e mente, mas para nossas relações, nosso convívio.

Vou provar isso a você com uma história…

Era uma vez uma menina quietinha, que adorava brincar com suas bonecas e brinquedos simples, feitos pelo pai e pelo avô. As roupinhas das bonecas eram feitas com carinho pela mãe, de restos de tecido das roupas feitas para as duas crianças da casa, ela e sua prima.

Todo dia a pequena família estava unida e ela brincava despreocupada. Até que começou a brincar cada vez menos, pois ficava muito doente, de cama, com febres altas, dores e muito mal-estar. Por causa disso, ficava mais tempo sozinha, tomando remédios fortes, indo até a cidade vizinha para que o médico fizesse as avaliações e reavaliações. Toda essa situação a deixava triste por estar afastada de outras crianças, de outras pessoas. A ansiedade dos adultos por não conseguir que ela ficasse bem, fazia com que seus medos crescessem ainda mais. Oscilava diariamente entre as emoções negativas como: raiva, ciúme, inveja, medo.


Até que finalmente a sua família seguiu os conselhos dos médicos e mudaram de cidade. Os médicos acreditavam que ela poderia ter uma vida mais saudável em um clima que não a afetasse tanto. Eles se mudaram, iniciaram nova vida e a saúde da pequena realmente melhorou.

Desde então, a pequena foi crescendo ainda com doenças. Mas, as doenças eram mais esporádicas e mudaram ao longo do tempo. Foram muitos anos até perceber o que a adoecia.

Já descobriu quem é a criança? Isso mesmo! Sou eu! Por isso me dedico tanto aos estudos do cérebro, das emoções positivas, de tudo o que leve a uma vida saudável, produtiva e feliz. Todos os fatores relacionados a minha doença não tinham ligação com o clima, tinham ligação com meu emocional frágil. Tinham ligação com um ambiente familiar cheio de problemas, como milhões de outras famílias e, a forma como eu fui aprendendo a lidar com eles. Tinham ligação com minha tendência a cair na vitimização e na negatividade, alimentando mau humor, medo, raiva.

Depois de muito tempo descobri a vida sob o foco da positividade e fui, pouco a pouco, diminuindo todas as emoções negativas que alimentaram minhas doenças por anos.


Assim, se você tem um pouco de mau humor, ou muito, pense seriamente em adotar este “cinturão” que descrevo aqui, que pode mudar radicalmente sua vida.

Podemos escolher estas 3 dicas e formar um cinturão de proteção, como se nos blindássemos no nosso dia a dia para que nosso humor fique de bem com a vida.

Pense com carinho e depois me diga se você já faz isso, ou se vai fazer.

Um abraço carinhoso cheio de positividade para você!

Isabel


Direitos autorais da imagem de capa:Abigail Keenan on Unsplash

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.