Reflexão

Com filhos na adolescência, Marcos Mion diz: “Pais são pais. Não são amigos”

O artista fez uma reflexão muito pertinente sobre a necessidade de termos mais autoridade no relacionamento com nossos filhos. Confira!



O relacionamento entre pais e filhos é bastante complexo, algumas vezes, o amor acaba conflitando com a necessidade dos pais de impor sua autoridade e estabelecer limites aos filhos para que eles cresçam da melhor maneira possível, tornando-se adultos responsáveis e com um senso bem definido de certo e errado.

Alguns pais, no entanto, evitam esse tipo de diálogo e até mesmo deixam a sua posição de “superioridade” de lado, porque se importam mais em construir uma relação de amizade com eles para que saibam que sempre podem contar com eles.

Para o escritor, ator e apresentador Marcos Mion, esse posicionamento demasiado “leve” de muitos pais na vida dos filhos acarreta consequências nada saudáveis. Em uma reflexão para a revista Crescer, Mion falou sobre o tema.


Falando sobre o motivo pelo qual muitos adolescentes das últimas gerações crescem com tantos conflitos emocionais e tendências a comportamentos destrutivos, ele cita a falta de presença dos pais.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@marcosmion.

Mion disse que há muitos pais e mães que não aplicam a autoridade porque têm medo de ser considerados chatos, o que faz com que falhem em transmitir segurança e firmeza para os filhos, fazendo com que eles busquem amparo nos momentos de dúvida e solidão em outras pessoas, como amigos, que também não têm a experiência necessária para aconselhá-los.

Embora cada geração tenha a própria forma de expressar suas fragilidades, é essencial que os pais estejam por perto, diz o escritor, que ainda questiona se eles sabem quais são os ídolos e os amigos dos filhos, e por que eles usam determinada roupa, escutam determinadas músicas ou assistem a certas séries.


Mion ainda defende que os pais precisam saber sobre tudo isso para que possam cuidar bem de seus filhos, afirmando que o cuidado com eles não acaba quando deixam de ser bebês. Ele termina a reflexão deixando um aviso muito sério para todos os pais e mães, e que merece a nossa atenção.

Ele diz que os filhos precisam de pai e mãe até se tornarem maiores de idade. Não importa o seu tamanho, eles ainda são crianças em busca de aprovação, aceitação e carinho, e os pais precisam estar por perto para apoiá-los.

Em muitos momentos, pode ser complicado conciliar tudo aquilo que queremos ser para os nossos filhos, mas é fundamental mantermos em mente que é o nosso papel de responsáveis por eles que fará a verdadeira diferença na maneira como crescerão.


Cliente conta que pedicure se negou a atendê-la por conta do seu peso: “Fui humilhada”

Artigo Anterior

Enfermeira adota crianças com doenças terminais abandonadas por suas famílias!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.