publicidade

Com o tempo aprendemos que a gratidão é a oração mais bonita para Deus

Com o tempo aprendemos…



… que as maiores riquezas da vida dinheiro nenhum pode comprar, como o amor não retribuído, a saúde perdida, o tempo que não aproveitamos com quem amamos a presença de quem partiu…

… que algumas coisas que nos pareciam tão imprescindíveis não tinham importância nenhuma; as mágoas que guardamos e que fizeram mal somente a nós mesmos; a cobrança com o físico, quando a beleza que importa é a da alma; as preocupações com o futuro sobre o qual não temos nenhum controle; a melancolia de um passado que não vai voltar mais e esquecemos que a única conexão real com o tempo é estar presente no presente!

Aprendemos que as mães e as pessoas mais velhas são mais sábias do que imaginávamos, porque tudo que nos disseram magicamente aconteceu e que, se as tivéssemos escutado, não teríamos passado nem pela metade dos perrengues por que passamos…


… que em uma discussão vence quem sabe calar, porque nenhum argumento tem tanto valor quanto a paz…

… que muitas vezes temos de estar ao lado das pessoas que amamos, sem interferir ou opinar, porque o aprendizado só é válido na prática e cada um tem o seu próprio caminho a percorrer…

… que corpo bonito é aquele em que nos sentimos bem dentro dele e não aquele que a sociedade cobra que seja de acordo com padrões de beleza


… que nem todo mundo tem os mesmos gostos, graças a Deus! Afinal o que seria do branco se todos gostassem do azul?

A não comparação demonstra evolução

Aprendemos que o que é fácil para mim pode ser extremamente complicado para o outro e que só o fato de não se comparar ao outro já é uma evolução para os dois…

… que a idade traz rugas para o rosto, mas se não aceitamos essas marcas de nossas vivências, teremos não só o rosto enrugado, como a alma também!

Aprendemos que pessoas entram e saem, todos os dias, de nossas vidas, mas todas fazem parte do nosso aprendizado, de acordo com o momento por que estamos passando…

… que a solidão é benéfica, quando aprendemos a gostar da nossa companhia…

… que aquele defeito insuportável que vemos no outro é o exato reflexo do defeito que levo em mim mesmo…

… que tombos fazem parte da vida de todo mundo, o que importa é saber se levantar depois da queda…

… que as cicatrizes seriam mais belas se as olhássemos com outros olhos; elas serviriam para relembrar como fomos fortes, quando precisamos sobreviver

… que temos muito para agradecer, mas estamos tão ocupados reclamando pelo que não temos, que mal percebemos isso.

Com o tempo aprendemos…

… que as pessoas nos tratam como permitimos ser tratados…

… que não importa o que as pessoas pensam sobre nós, mas sim o que nós sabemos que somos…

… que quanto mais pesos desnecessários deixamos para trás, mas se torna leve a viagem.

Aprendemos a agradecer por mais um dia de vida, pela oportunidade de mudar o que nos faz mal, de cultivar o bem, de ser o bem na vida de alguém, de fazer o bem sem ver a quem!

E aprendemos a sentir muito pelo que deixamos de fazer, mas agradecemos porque ainda temos tempo!

Aprendemos a perdoar e a pedir perdão, sem nos preocupar com quem tem a razão.

Aprendemos a amar tudo que chega até nós, coisas ruins ou boas, tudo é aprendizado.

E finalmente entendemos que a vontade do Plano Superior é a escolha mais certa para o nosso caminho.

Aprendemos que a gratidão é a oração mais bonita para Deus!

E, finalmente, entendemos que, no fundo, o que vale a pena é espalhar e receber amor, porque “de nada adianta a um homem andar no mundo, se ele perder sua alma.” (São Marcos)

 

Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: David Bodescu/123RF Imagens.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.