Comportamento

Com risco de despejo, pai sai às ruas pedindo emprego com os filhos nos braços e recebe inúmeras propostas

Uma mobilização foi feita nas redes sociais para apoiar o pai. Confira!



Ángel Ariel Ustares, um argentino de 34 anos, é mais um dos pais mundo afora que está precisando batalhar para conseguir sustentar a família nos últimos tempos. Desempregado, o mecânico e pedreiro teve de tomar uma atitude bastante drástica ao lado de sua companheira Lara.

Conforme contado pelo Infobae, ele enrolou os dois filhos, Bastián, de 5 meses, e Catalina, de 3 anos, em cobertores, e foi mendigar comida e trabalho à porta de uma agência bancária. Ele só tinha mais duas semanas de aluguel garantidas e os lenços de papel, que vendia na rua, não estavam rendendo um bom dinheiro.

Protegendo-se o máximo possível do frio, Ángel e a família ficaram sentados diante da porta da agência por várias horas, com apenas uma cópia do seu currículo, na esperança de que conseguiria uma oportunidade, ainda que de curto prazo, para que pudesse se libertar do medo da vida nas ruas.


Direitos autorais: reprodução Facebook/Sandra Tolosa.

A transformação em sua vida aconteceu de uma maneira inesperada. Sandra Tolosa passou pela família e ficou sensibilizada, fazendo uma publicação em seu Facebook, pedindo ajuda para que pudessem viver com dignidade.

A postagem da mulher fez um grande sucesso nas redes sociais, e muitas pessoas começaram a procurá-la para oferecer ajuda. Agustina Lemucchi compartilhou a história no Linkedin, rede social bastante usada em âmbitos profissionais e, em poucas horas, diversas ofertas de ajuda apareceram em sua caixa de mensagem.

Enquanto aguardava uma proposta de emprego, o homem e sua família foram ajudados com dinheiro, alimentos e até mesmo um celular para se manter em contato com as pessoas que lhe estavam fazendo propostas.


Direitos autorais: reprodução Facebook/Sandra Tolosa.

Após algumas semanas, Ángel já tinha recebido mais de cinco ofertas de emprego, agora está realizando os últimos testes para começar a trabalhar como mecânico para uma conhecida marca de automóveis francesa.

Também já tem dinheiro suficiente para pagar mais um mês pela pensão onde a família está vivendo, onde pretende ficar até receber seu primeiro salário.

Agustina, peça fundamental nessa história, disse que essa situação gerou um “contágio social”, com muitos se dispondo a ajudar, e ressaltou que é importante que esse efeito seja estendido para outras pessoas que estão passando pela mesma situação. Que atitude inspiradora! Desejamos felicidade e sucesso a essa família que tanto merece!


Brasileiro que vendia empadas para comprar telescópio arrecada mais de R$ 15 mil e vai pagar curso na Nasa!

Artigo Anterior

Criança de 9 anos, que trabalhava como engraxate para sustentar a família, recebe R$ 129 mil e começa a estudar!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.