Com você foi diferente

Por mais que o tempo passe, por mais gente que eu conheça e por mais caras que eu fique, com você é diferente! Por mais que eu faço de tudo para esquecê-lo, com você é diferente!

Não, não é papinho ou conversinha clichê, não é da boca para fora. E não, eu não falo isso para todos.



Não vou dizer que percebi isso logo de cara ou que foi um “amor à primeira vista”, até porque a vida já me testou o bastante para me fazer desacreditar disso, mas o tempo foi mostrando cada vez mais que com você seria diferente! Na primeira vez em que o vi, um feeling dentro de mim já dizia isso e eu me perdia em meio aos meus sentimentos com uma pessoa que nem conhecia direito. Você tinha algo especial. Não sei dizer o que era. Mas, era algo que me prendia a atenção e conseguia me cativar por completo, alguma coisa que, mesmo sem conhecê-lo, já me encantava! Mas dadas as circunstâncias achei que isso passaria e que seria só algo de momento e nada mais, afinal com os outros foi assim. Admito que não imaginava que depois de alguns meses você teria o poder de dominar meus sentimentos e mexer com a minha cabeça.

Enfim, eu me apaixonei! Não foi da noite para o dia, não foi rapidamente, muito menos assim de uma hora para outra; possivelmente posso até me contradizer ao dizer que foi inesperado e talvez imprevisível.

Só percebi que me apaixonei por você quando, em um determinado momento, não conseguia mais descrever meus sentimentos; quando só de pensar em você um frio na barriga já me tomava por completo; quando receber uma mensagem sua era o motivo do meu sorriso bobo pelo resto do dia e quando eu me perdia por horas nos meus pensamentos, cada vez que você os invadia, mesmo sem minha permissão!

Só percebi que me apaixonei por você quando eu sentia meu coração palpitar e meu rosto queimar só de ouvir seu nome; quando qualquer possibilidade de o encontrar já me deixava feliz; quando eu comecei a escrever textos e poemas dedicando-os a você; quando eu arrumava uma desculpa bem sem pé nem cabeça, só para puxar um assunto; quando eu ligava para você de madrugada e falava que tinha sido sem querer; quando eu tentava chamar sua atenção de um jeito bem bobo fazendo qualquer coisa.


Só percebi que me apaixonei quando eu tentava negar tudo isso para mim mesma e procurava outros caras para conseguir ou ao menos tentar esquecê-lo; quando em todos os outros que eu conhecia eu procurava você, procurava qualquer coisa que pudesse me lembrar você, e quem sabe eu conseguiria assim preencher algum vazio dentro de mim.

Mas, nas palavras de Caetano “você não me ensinou a te esquecer”, então não adiantou tentar ou me esforçar para isso, até porque cada vez que achava que o tinha esquecido, inevitavelmente lembrava de você.

Foram incontáveis esforços em vão. Ah, e buscar seus abraços em outros braços também não funcionou!

Ao admitir que me apaixonei, confesso que me sinto vulnerável, sinto-me até um pouco boba! E ninguém gosta de se sentir vulnerável, principalmente nos dias de hoje, que valorizam tanto o individualismo em detrimento das emoções. Fora isso, não vou deixar de mencionar o medo de me arriscar e de depositar meus sentimentos em alguém e também as chances de quebrar a cara depois, afinal entre tantas expectativas e idealizações, as chances são enormes!


Enfim, eu me sinto vulnerável porque não consigo mandar no meu coração e nem nos meus sentimentos. Sim, eu sei que não dá para mandar no coração, quem me dera conseguir escolher por quem me apaixonar, provavelmente, assim todos nós sofreríamos menos! Talvez eu culpe meu signo, acho que não conseguiria encontrar alguma outra explicação ou justificativa para algo tão abstrato como o amor! Ou talvez seja só um simples acaso, afinal, dizem que as melhores coisas da vida acontecem assim, ao acaso, quando a gente menos espera! Mas será mesmo que é assim? (Bom, isso já é assunto para outro texto!)

Cada vez que tento me afastar percebo que realmente gosto de você e cada vez que o vejo percebo que o feeling sempre vai ser o mesmo da primeira vez, independentemente de quanto tempo passe!

Posso conhecer outros e até mesmo estar com outro, mas com você foi – e é – diferente!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: bernardbodo / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.