4min. de leitura

Comece a se escolher para depois escolher alguém

No fundo você gosta de todas as promessas vazias que ele lhe lança. Você sabe exatamente as intenções dele, mas mente para si mesma dizendo que as suas intenções e palavras são todas reais. E as juras de amor, então? Claro que ele vai realizar todas! Só que ele nunca prometeu quando, não é?

“Vou te ver hoje depois da faculdade”. E a hora não passa… E quando passa já são 22:30. 22:45. 23:10. 23:35. E nada dele… “A moto quebrou, não consegui ir”. Ah, menos mal, foi só a moto. Ele queria ter vindo, claro que queria.


E mais uma vez você o espera, você deposita sua confiança e ele some.

Você procura no Tinder “caras legais”, “caras que conquistem seu coração” e não encontra. O Júnior usava um perfume forte demais e lhe deu uma dor de cabeça imensa. O João falava muito sobre games, séries, assunto nerd demais para você. Você mal sentiu a pegada do Lúcio, era tão fraca! Como você continuaria com alguém sem pegada? O Guilherme é um cara de poucas palavras, entediante demais. Você viu a roupa que o Kelvin estava usando? Camiseta por dentro da bermuda, ele achou que ia para uma reunião ou para um encontro? Próximo…

Teve o que se atrasou e você não gostou. O que não parava de falar. O que não usava perfume porque tinha alergia e ficou espirrando o encontro inteiro por causa do seu perfume. Teve também o que era atirado demais! O da faculdade que você não quis porque o veria todos os dias. Perdi as contas de quantas desculpas você arranjou para cada cara novo que você conheceu.


Eu sei que você já se apaixonou por alguns, mas sempre encontrou um defeito para dizer “não, ele não é para mim” e fugir. E não, não é errado ser criteriosa ao deixar alguém entrar no seu coração, mas até agora seus critérios são apenas físicos.

Nada envolve caráter, sentimento ou personalidade. Você nem dá tempo, já chama o próximo da fila e começa a esfriar a conversa para ele desencanar. E no final das contas você deixou passar vários caras bacanas porque tinha um babaca na cabeça.

O problema nisso tudo é que você escolhe o trouxão lá todos os dias. Você aceita as mentiras que ele conta porque a fazem sentir segura e aí não dá espaço para ninguém mais se aproximar.

Você jura de pés juntinhos que quer esquecer, que faz tudo que pode, mas nunca negou uma visita dele. Todas as vezes que ele lhe procura dizendo “senti saudades, vamos tentar de novo?”, você logo vai espalhando para as suas amigas que agora é sério, ele a quer pra valer.


O problema nisso tudo é que você perdeu muitos caras que estavam dispostos a lhe dar o que você merece: amor. Você deixou passar homens que estariam dispostos a apresentá-la aos amigos, a levá-la para passear de mãos dadas para todos enxergarem, a estar com você por amor e não somente prazer, alguém que iria no jantar do seu tio-avô com você.

E tudo isso acontece porque você escolheu outra pessoa antes de escolher a si mesma.


Direitos autorais da imagem de capa: wall.alphacoders / 750899





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.