publicidade

“comece fazendo o necessário…”

O mundo seria um lugar muito melhor para todos, se cada um de nós praticasse diariamente, ainda que pequeno, um ato de altruísmo.

Ser altruísta é ajudar o próximo, ser solidário com as questões e os sentimentos alheios, oferecendo atenção e apoio para que a outra pessoa consiga superar os seus obstáculos e ser feliz.



Infelizmente existem muitos que perguntariam “o que eu ganho com isso? “Porém esta pergunta, definitivamente não seria feita por um altruísta.

Ver o alívio nas expressões do outro com o qual conseguiu contribuir é a maior recompensa que um ser generoso pode receber.

Não é preciso grandes feitos para ser generoso. A generosidade pode ser vista em atos simples, está presente em um simples sorriso, no tempo que dedicamos para ouvir o outro, na atenção que damos às pessoas que nos cercam, na prática da educação etc. São atitudes simples que fazem a diferença. Todos podem praticar.


Apesar de toda indiferença existente em relação ao outro sob a face da terra, ainda existem os altruístas, os empatas, aqueles que merecem toda nossa admiração e respeito e, nesta reflexão, gostaria de homenagear alguns, que através de seus espíritos de luz, fizeram toda a diferença para a humanidade.

Foram anjos que habitaram a terra com a missão de serem úteis ao seu próximo, deixando por onde passavam, florescer suas sementes de amor.

1. Zilda Arns, médica pediatra e sanitarista, com seu semblante sereno e discreto, organizou muitas ações sociais relacionadas, sobretudo à infância carente, salvando muitos da morte, combatendo a desnutrição e a violência, deixando este mundo como sabemos, entre os mais necessitados, praticando o seu amor ao próximo. Costumava dizer: “Não se enganem, uma gotinha faz, sim, diferença no oceano”. Com ela aprendemos que cada um pode fazer o seu papel para melhorar o mundo do outro e, por consequência, o seu próprio.

Outro exemplo de bondade e altruísmo é Mario Jorge Bergoglio, o querido Papa Francisco, que veio para inovar e questionar preceitos tradicionais e questionáveis. Criatura que assim como D. Zilda, carrega no semblante a serenidade dos bons e transmite, sem afetação, uma ímpar humildade para um tão importante personagem da história do mundo. Francisco veio em defesa dos marginalizados, dos que são julgados, simplesmente por serem como são, veio para nos ensinar que, perante Deus, somos todos iguais.  Com seu sorriso e simpatia, nunca se cansa de pedir que não deixemos que ninguém nos tire a esperança.


Crenças e religiões à parte, lembro o grande ser humano Chico Xavier, que dedicou toda sua vida à espiritualidade. Homem humilde e singelo, sempre teve suas mãos estendidas a todos que o procurassem em busca de um alento para a dor da perda de entes queridos. Chico, com suas obras, foi a salvação de muitos desventurados que puderam, através de sua bondade, experimentar algum alívio, fosse para a matéria ou para o espírito. Entre tantas palavras bem ditas, uma das coisas mais lindas que pronunciou foi “que não devemos exigir dos outros qualidades que ainda não temos”. E reflitamos, quantas vezes o fazemos, achando que somos melhores, que nada mais temos a aprender e exigimos de nossos irmãos que sejam para nós ou em suas atitudes aquilo que, nem mesmo nós conseguimos ser, esquecendo de melhorar a si mesmo.

Felizmente, para a humanidade a lista de altruístas é extensa, motivo pelo qual essa reflexão ficaria muito longa.

Assim, limito-me a citar alguns dos nomes mais célebres de criaturas iluminadas que habitaram nosso planeta, como algumas de suas profundas citações.

Francisco de Assis: Apenas um raio de sol é suficiente para afastar várias sombras.

Madre Tereza de Calcutá: A falta de amor é a maior de todas as pobrezas

Martin Luther King: Suba o primeiro degrau com fé. Não é necessário que você veja toda a escada. Apenas dê o primeiro passo

Nelson Mandela: Sonho com o dia em que todos levantar-se-ão e compreenderão que foram feitos para viverem como irmãos.

Malala Yousafzai: Um livro, uma caneta, uma criança e um professor podem mudar o mundo.

Certamente, existem outros tantos, anônimos, desconhecidos que fizeram ou ainda fazem o seu melhor, seja dentro do seio de suas famílias, no seu local de trabalho, em sua comunidade, fortalecendo a corrente do bem.

Assim, termino essa reflexão com um pensamento do grande Mahatma Gandhi, “Seja a mudança que você quer no mundo!”

E quem de nós não quer um mundo melhor para todos, para nossos filhos, nossos netos, enfim, para a humanidade?

Paz e bem a todos!

___________

Direitos autorais da imagem de capa: megaflopp / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.