Comece hoje mesmo um relacionamento sério consigo mesmo! Conquiste-se! Namore-se! Interesse por você!

Se você está em um relacionamento com alguém que lhe oferece amor pela metade, ame-se por inteiro e, quem sabe, extraia amor e coragem para mudar sua vida completamente.

Amor e felicidade não se vive pela metade.

Temos a falsa impressão de que só podemos encontrar amor no outro, mas, cada um de nós tem uma fonte inesgotável de amor dentro de si mesmo. Ninguém faz o outro feliz. Pode fazê-lo contente, mas, felicidade é outra coisa!

Quantas vezes transferimos ao outro a responsabilidade de nos fazer felizes?

Felicidade é algo subjetivo, afinal, o que me faz feliz pode não ser o que faz você feliz.

Queremos viver o conto de fadas. Acreditar em príncipes encantados e soluções mágicas, que repentinamente colocam a vida em ordem.

Queremos uma história de amor de novela, que apesar de todas as reviravoltas acaba sempre com um final feliz.

A ficção parece tão interessante e empolgante que desejamos ter exatamente aquela vida. É quando o ego entra em cena. Na tentativa de se apropriar de um estilo de vida ou personalidade que acreditamos mais moldado para o sucesso e a felicidade, nós imitamos.

Infelizmente, o ego nos fez bons nisso ao ponto de perder a própria identidade. Chega um momento que não sabemos mais o que nos toca nem quem somos.

Iludidos por modelos irreais queremos moldar o relacionamento, a pessoa amada e a própria personalidade para algo que se julga mais aceitável, enquanto relacionamento é o exato inverso.

Relacionar-se não tem a ver em colocar nada dentro de caixinhas devidamente etiquetadas, mas, sim, em aceitar a si mesmo e ao outro como são.

A depender do arquiteto, uma construção pode ser arejada e ensolarada ou claustrofóbica e fria, o que se aplica absolutamente ao relacionamento. Um bom relacionamento faz você se sentir em casa. Um relacionamento ruim faz você se sentir incômodo ou excluído.

A possibilidade de se iludir por um falso modelo de felicidade tem a ver com a falta de intimidade consigo mesmo. Os sábios falam da importância do mergulho interno porque precisamos ter intimidade com o próprio ser. Passamos boa parte de nossas vidas entretidos como tarefas que nos fazem olhar para fora e nunca para dentro de nós mesmos. Você não é melhor nem pior que ninguém: você é único.

Já parou para pensar o que alegra e faz sorrir o seu ser único? O que ele deseja encontrar quando constrói uma ponte até o outro?

Amor e felicidade não se vive pela metade. Meia felicidade é meio triste e meio amor é meio amargo.

 Comece hoje mesmo um relacionamento sério consigo mesmo! 

 Escrevi esse artigo em um dia dos namorados para inspirar você a começar hoje um relacionamento sério, honesto e ensolarado – consigo mesmo! A conhecer o seu ser – que é único – com a mais sincera disposição de se amar.

Conquiste-se. Convide-se para um cinema ou jantar. Namore-se! Interesse por você!

Se você está em um relacionamento com alguém que lhe oferece amor pela metade, ame-se por inteiro e, quem sabe, extraia amor a coragem para mudar sua vida completamente.

Afinal, agora você sabe o que lhe faz feliz e este é o principal passo para buscar sua felicidade.

Não se conforme com nenhuma zona de conforto criando desculpas para fingir uma alegria que, na realidade, não existe. Temendo ficar só, quanto morreram de solidão?

Você merece um amor de verdade! Merece viver uma história única exatamente como você. Não se conforme com pouco!

Não permita que alguém defina o que é felicidade para você!

 



Deixe seu comentário