6min. de leitura

Como a alma percorre a sua jornada? Visão de diferentes crenças…

O que vem depois da morte é um dos maiores mistérios da humanidade. Cada cultura tem sua própria interpretação e crença sobre o lugar para onde vamos depois de terminarmos nossas vidas na terra.


Muitos experimentos já foram realizados para tentar localizar exatamente onde a alma se encontra dentro do corpo, mas não foram encontrados resultados irrefutáveis.

Para aqueles que acreditam em reencarnação, existe uma grande questão: O que é a alma e qual é a sua jornada?

A alma para os espíritas

Allan Kardec define a alma como “um princípio inteligente independente da matéria e que lhe dá o senso moral da faculdade de pensar”. Ele também conclui que a alma é independente da matéria, porque essa não possui faculdades intelectuais e quando o corpo está morto, perde a capacidade de pensar.


Para o grande nome do espiritismo, essa doutrina prova que a alma é independente e que continua vivendo mesmo depois da morte de seu hospedeiro. Acrescenta também que alma do homem é feliz ou infeliz depois da morte, segundo o bem ou o mal que fez durante a vida, porque se existe um Deus justo, pessoas que tiveram condutas diferentes precisam sofrer justiça no momento em que suas vidas terminam, visto que nem sempre somos recompensados com o que merecemos enquanto ainda estamos vivos.

O estado da alma das pessoas que se foram pode ser conhecido através daqueles que têm sensibilidade a elas e que transmitem a nós sua felicidade ou infelicidade, alegrias ou tristezas.


Sobre o que acontece com a alma depois da morte, os espíritos contam a Allan na pergunta 149 do livro dos espíritos que a alma retorna ao mundo dos espíritos, do qual tinha se afastado durante seu tempo na terra. Para eles, não existe Céu e Inferno, vamos para onde se encontram nossos desejos.


Alma humana: diferentes interpretações da mesma coisa

Para os cristãos, a alma é criada e passada para nós por Deus, não consideram significativas memórias e vidas passadas. Em sua crença, nós nascemos com uma alma imortal e nunca a mudamos, e quando partimos deste mundo, temos a oportunidade de estar perto de Deus. Cristãos não acreditam em reencarnação.

No momento em que somos concebidos, de acordo com o cristianismo, Deus une nossos corpos à nossas almas, o que nos torna completos para experimentarmos a vida humana. Como nessa crença, as almas não passam por experiências anteriores, elas não esperam em nenhum lugar o momento de voltar ao mundo humano.

Já o budismo e outras religiões semelhantes têm uma crença semelhante ao espiritismo: a alma é independente do corpo físico, e quando o seu hospedeiro termina sua jornada na Terra, passa a habitar em uma outra realidade, até encontrar um outro corpo para habitar. Neste caso, dependendo de nossas ações passadas, podemos retornar à vida convertidos em criaturas de maior ou menor valor na roda das eras.

Existe ainda uma outra teoria que defende que a alma é uma entidade especial que habita no que é chamado de “esfera”. De acordo com essa crença, no momento em que a pessoa nasce, a alma começa uma jornada em direção ao corpo, sem a presença de nenhuma ação divina. Para essa teoria, não é necessário haver uma conexão de outras vidas entre a alma e seus pais.


Como a ciência enxerga essa questão

A ciência tem um ponto de vista diferente sobre essa questão. Ela enxerga a situação de um ponto de vista materialista, no qual a alma é apenas uma configuração elétrica, que, de certa maneira, ajuda a compor a “essência” de cada indivíduo. Conforme vivemos e adquirimos novas experiências, nossas almas são alimentadas e complementadas, resultando em quem somos.

Quando chegamos ao final de nossas vidas, essa configuração elétrica não vai para nenhum outro corpo ou dimensão, apenas chega ao fim da estrada quando morrermos.

A resposta do que realmente acontece dentro de nós, da existência da alma, de como ela chega e para onde ela vai depois que terminamos nossas vidas é algo que não se pode saber com certeza. Assim, todas as teorias têm o seu valor e sabedoria, e cada um de nós é livre para ter sua própria opinião sobre o assunto.

E você, o que pensa sobre isso? Qual seu ponto de vista sobre as nossas almas?


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: ipopba / 123RF Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.