ColunistasAmorLei da Atração

Como atraí o amor da minha vida! | a versão dele

COMO ATRAI O AMOR DA MINHA VIDA VERSAO DELE FOTO DE CAPA

Há cerca de um mês resolvi escrever o artigo “Como atraí o amor da minha vida com a Lei da Atração” porque senti a necessidade de compartilhar a minha trajetória energética e a transformação que me permitiu conquistar essa benção em minha vida a partir do meu estado interior.



Fiz também um vídeo para detalhar os passos que me levaram até esta conquista preciosa. Porém ficou uma lacuna: se você atraiu seu parceiro afetivo para você, ele também não lhe atraiu?

Por isso hoje trouxe o relato dele, a versão dele da história. Sempre acreditei que quando mudamos nossa energia isto cria uma porta para que o outro também mude.

Close up of couple kissing indoors


Quando elevamos nossa vibração, nos desprendemos de mágoas com a vida, mágoas com o outro e medos de nos expormos a situações novas, medos de rejeição ou de sermos julgados, quando eliminamos tudo isso vem a abertura para o amor.

O estado receptivo de nosso parceiro está muito interligado com o nosso. Aqueles que amamos refletem, assim nós refletimos também, os estados uns dos outros.

A expressão “Somos todos Um” é muito usada no meio esotérico mas pouco compreendida como algo realmente físico. Somos energia. Energia agrega ou dissipa, dependendo apenas de seu direcionamento.

O que dá o direcionamento da energia é o foco, o poder mental de escolher onde colocar sua intenção, dia após dia. E quando isto é feito de maneira constante o estado receptivo ocorre, sem resistências, e tudo que está no seu campo de desejos de uma maneira intensa se torna palpável, manifesto.


Espero que este vídeo auxilie na compreensão de homens e mulheres sobre as sincronicidades da vida e das relações e que mude seu ponto de vista sobre a Lei da Atração de algo “interessante e otimista” para algo REAL E NATURAL, que está apenas a espera de sua firme decisão de que a felicidade é pra você!

Tenha objetivos!

Artigo Anterior

Ele não precisa voltar…

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.