AutoconhecimentoLei da AtraçãoO Segredo

Como atrair coisas boas para a sua vida e abrir as comportas da abundância

Segundo o Dr. Amit Goswami, P.h.D em física quântica, os resultados de nossas vidas são infinitos em possibilidades e as melhores realidades vão se manifestando conforme o nosso nível de consciência. As possibilidades se encontram em um domínio fora de tempo e espaço, onde só o que existe é a Consciência Única, da qual somos todos faíscas, de onde viemos e para onde voltaremos (dois coelhos em uma só cajadada!).



Muita gente ficou obcecado com a tal da física quântica quando filmes como “O Segredo” ou “What the bleep do we know” nos disseram que existe uma fórmulinha mágica para manifestar nossos desejos, mas eles esqueceram de um pequeno detalhe: para que desejos se manifestem, eles precisam estar alinhados com os objetivos desta Consciência Única, que sabe muito bem para onde está evoluindo e o que precisa manifestar para chegar lá. Ou seja, se a sua Ferrari não fizer parte do plano você pode fazer seu joelho sangrar de tanto ajoelhar pedindo, mas ela não virá. Em outras palavras: existe um plano para a sua vida e parte deste é transcender o desejo pela Ferrari. Talvez aí ela até venha, mas não fará diferença nenhuma para você. Se for mais fácil para que você entenda isso através da abundância, ela virá antes. Esta opção também é sua. Mas em nenhuma das opções a Ferrari é o objetivo final.

O conceito de que nós criamos aquilo que vivenciamos é, de certa forma, provado pelos experimentos feitos com elétrons e micropartículas, onde que o olhar do observador influi sobre o objeto observado de acordo com a sua consciência. Só que todos nós fazemos parte de um circuito interligado e grande parte das emoções negativas que sentimos nem são nossas, mas as manifestamos por fazer parte deste circuito (inconsciente coletivo).

Vamos imaginar nossa mente como uma CPU. Ela nasceu limpinha, imaculada, ágil, rápida, superabsorvente. E aí vários vírus não autorizados e interferências começaram a ser baixados. E ela vai ficando lenta, pesada, retrógrada, confusa. Estes vírus são os condicionamentos, os medos, a “educação” muitas vezes equivocada, os preconceitos e todas as ideias pré-concebidas dos nossos pais e entorno. Para manifestar coisas boas, é preciso se livrar destes vírus e voltar a ter uma CPU limpinha, livre e fluida. Como fazemos isso?


Através de tudo que promove limpeza interna e autoconhecimento. Por exemplo, qualquer tipo de terapia que faça sentido pra você.  Além disso, atividades físicas como yoga e esportes em geral que ajudam nossa saúde mental.

Vocês vão querer me matar se eu disser MEDITAÇÃO? Ninguém consegue? Tá, às vezes eu também não consigo. Mas é que todo mundo fica esperando experiências transcendentais da meditação, o que é uma expectativa irreal! A meditação nada mais é do que dar uma acalmada na sua freaking imagination e escutar o que outras partes de você estão dizendo. A meditação alinha tudo, faz a energia fluir através de nós. Ler livros, gente!  Em resumo, trocar refrigerante por suco de fruta: dar um tempo nas porcarias e dar vez a tudo o que nos alimenta positivamente. Os caminhos são inúmeros. O mais importante é que se tornem prazerosos.

Como o dinheiro é somente mais um tipo de energia, ele começa a encontrar meios para chegar a nós quando as coisas estão no fluxo. Isso se estivermos fazendo nossa parte prática, ou seja, possibilitando os caminhos, pensando fora da caixa.

A negatividade é simplesmente uma falha na conexão com o que é real: Deus (ou esta consciência única, se preferir chamar assim!) está em TUDO. Se o seu roteador está meio tombado, coloque atenção sobre ele, porque o sinal no planeta Terra está excelente e o wi-fi do universo está pulsando por você, desejoso de que sua vida venha a ser exatamente como a sua imaginação mais ousada. Aumente o nível da sua consciência, abra o peito e se jogue no fluxo! Isso é ciência, não viajação.


 

Fonte: Escrito por Alana Trauczynski via Recalculando a Rota

Teste: qual é o seu elemento na natureza?

Artigo Anterior

Já que te gosto, toma aqui a chavinha da minha vida

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.