Desenvolvimento PessoalO Segredo

Como comunicar com o universo

Talvez acredites que existe uma inteligência divina com a qual podes comunicar ou talvez não.



Mas, quero que saibas que esta inteligência está disponível para ti em qualquer altura. Tu só tens de aprender a comunicar com ela e aprimorar essa relação.

Pede o Sinal

Existem  várias  formas  de  pedir  um  sinal.  Vou  partilhar  contigo  as  minhas  preferidas,  mas podes adaptá-las ou criar a tua forma. Não existe uma forma certa ou errada de se comunicar.


Este pedido pode ser feito em voz alta ou em pensamento. O que precisas de fazer é dirigir uma frase ou um pensamento diretamente ao Universo.

Assegura-te que o teu pedido é claro, objetivo e direto. Se não souberes exatamente  o que queres saber não o faças ou então pede apenas uma inspiração para o teu dia ou para receber uma mensagem que seja importante para ti.

Alguns exemplos:

1- É para meu bem maior (…)?


2- O que está a bloquear (…)?

3- O que tenho que aprender com (…)?

4- Como me posso colocar ao serviço da humanidade?

5-  Se  for  para  o  meu  bem  maior  (…)  quero  ver  uma  borboleta  (podes  escolher  outra  coisa


qualquer).

Se  utilizares  o  exemplo  1,  2,  3  e  4,  depois  de  fazer  o  teu  pedido  tens  duas  hipóteses:  ou aguardas a tua resposta  ou podes usar um livro ou cartas. Deixa que um livro te chame, abre uma página ao acaso e lá está a tua resposta no texto ou numa frase.


Não procures os sinais


Se utilizares o exemplo 5 ou se em vez de usares um livro ou cartas optares por aguardar um sinal geral, pode haver tendência para começar a procurar os sinais. Recomendo -te que não o faças,  porque  estás  a  criar  as  condições  para  atrair  confusão  ou  ilusão.  A  tua  tarefa  é  criar serenidade,  calma  e  desenvolver  paciência  para  que  o  sinal  chegue  a  ti  e  não  desenvolver esforço  para  seres  tu  a  encontrá-lo.  Quem  procura  normalmente  acha  e  acredita  que  por experiência própria, se fores tu a encontrá-lo vais continuar a ter dúvidas e indecisões. Se o sinal vier até ti, quando ele chegar vem com mais certeza e vai-te fazer mais sentido.

Pede,  deixa  o  resto  com  o  Universo,  mantém-te  no  momento  presente  e  aberto  e  vais conseguir ver algumas sincronicidades.

O Universo pode enviar-te o sinal através de pessoas, imagens, músicas, animais ou de várias formas. No caso  da borboleta, podes não ver uma borboleta verdadeira, mas podes ver uma borboleta num quadro, numa camisola ou a palavra borboleta escrita em qualquer lado. Por isso, é muito importante que estejas atento.



Acerca dos sinais

Foi engraçado constatar que a maioria dos sinais que tenho recebido não são exatamente uma novidade para mim. No fundo, eu já sabia a resposta, o que acontecia é que não acreditava nela ou não queria assumir a responsabilidade de ter que a colocar em prática.Na grande parte das vezes, os teus sinais vão ser apenas confirmações de algo que já sabes e um sinal para confiarmos mais em nós mesmos e na nossa intuição.


Desacelera


Ao longo da minha experiência tenho notado que é quando desacelero que esta comunicação se estabelece. Se  o  tempo  é  passado  a  andar  de  um  lado  para  o  outro,  comer  e  dormir  mal,  focado  em concretizar tarefas e metas ou dar alimento a uma mente cujo objetivo é não parar de pensar, não vais conseguir ouvir nada, nem receber nenhum sinal.


Se estás a conseguir comunicar aproveita a ligação

Ter  uma  comunicação  pura  e  clara  é  um  luxo,  por  isso  cada  vez  que  ela  é  estabelecida  eu continuo a usá-la.


Aproveita  esse  momento  e  faz  outras  questões,  vai  apontando  a  resposta  que  receberes  e depois olha para elas com mais atenção e cuidado.


Segue o sinal

Se recebes uma resposta e depois não a honras ou a segues, o mais provável é que percas esta ligação. O Universo tem tendência a apoiar quem é corajoso o suficiente para fazer o que é certo e fora da sua zona de conforto. Quando não o fazes estás a escolher o medo e o Universo é mais pelo amor.



O que fazer quando não se recebe um sinal?

Quando não se recebe podem existir várias razões. Pela minha experiência o que bloqueia um sinal  é  a  nossa  vibração.  Se  a  nossa  energia  está muito  ansiosa,  medrosa,  desesperada  e  as nossas emoções são negativas, esse estado interfere na qualidade da resposta que recebemos.

Os sinais podem ser confusos, pouco óbvios ou enganadores.

Por outro lado, constatei que não recebia o sinal quando ainda era muito cedo para saber a resposta, porque não estava preparada para a receber. Isso requereu mais paciência da minha parte e no tempo certo o sinal surgiu e com ele também compreendi porque não tinha surgido antes.

Se fazes uma pergunta que pode trazer com ela uma mudança muito grande, o sinal pode não te  ser  enviado.  Quando  estiveres  preparado  para  a  resposta  e  com  os  recursos  necessários para conseguir tomar ações congruentes, ela aparece.

Em  qualquer  um  dos  casos,  é  importante  que  nos  mantenhamos  centrados,  pacientes, abertos, com fé e que continuemos a investir em auto-conhecimento. Mais tarde ou mais cedo o sinal aparece, o mais difícil é saber esperar.

Quantos  mais  empoderados  estivermos,  quanto  mais  a  nossa  vibração  for  alta  e  cheia  de pensamentos e ações  amorosas, mais fácil vai ser receber respostas que nos alinham com o nosso caminho, principalmente aquelas que o medo não quer que saibamos.

 

___

Clarisse Cunhaperfil

Curiosa, questionadora e irrequieta levanta-se todos os dias a pensar no que vai partilhar.

Comunicar com os outros tornou-se na porta de acesso à sua essência. Além de colaborar com O Segredo podes deixar-te inspirar pelas suas palavras no seu site (clarissecunha.com) e instagram (@cunhaclarisse).

Levei um “pé na bunda”. E agora?

Artigo Anterior

Como fazer uma horta orgânica em casa!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.