ColunistasO SegredoRelacionamentos

Como curar a rejeição?

depressed

Quem nunca se sentiu rejeitado?



Bom, eu já me senti várias vezes! O pior foi que, depois da situação, eu continuei alimentando o sentimento por muito tempo e isso atrapalhou totalmente minha vida.

Por exemplo, várias vezes quando criança eu fui excluída de passeios pela família e conhecidos, porque minha mãe não tinha dinheiro para pagar. Eu era pequena, mas já sentia a dor que é ser rejeitada.

Acontece que essa marca ficou como ferida no meu corpo por muitos e muitos anos, porque eu remoía aquela situação. Até eu começar a entender que o sofrimento realmente aconteceu, mas foi naquele momento no passado.


Depois de anos, tudo o que eu lembrava e sofria era uma escolha minha e não mais a agressão de ninguém. Você já passou por algo assim?

Pode parecer um absurdo, mas depois de sofrer a vida inteira com muitas feridas, percebi que simplesmente sofria porque “deixava”.

Não era algo consciente, mas a continuação do sofrimento muitas vezes foi uma escolha minha.
Rejeição é um sentimento tão intenso em nosso corpo, que fica registrado como uma ferida na alma, criada pelo sofrimento.


O problema é que o nosso cérebro acha que quando pensamos em algo e sentimos a dor é porque aquilo está acontecendo naquele momento e a intensidade com a qual nos ferimos é a mesma.
Mas como resolver essa situação? A ferida ainda dói muito e muitas vezes não sabemos o que fazer!

A primeira coisa é tomar a decisão de se desapegar dela!
É estranho, mas nos apegamos ao sofrimento, principalmente porque ele nos deixa em uma zona de conforto, pois já nos acostumamos, mesmo que nos faça mal.


Desapegue-se do sofrimento tomando a responsabilidade da sua vida nas mãos. O ego sempre vai querer seguir o caminho mais fácil que é o de continuar como está, mas vai complicar ainda mais nossa vida, vai nos atrapalhar a seguir em frente, bloquear para que coisas boas aconteçam para sermos felizes.

Quanto mais tempo demorarmos para curar nossas feridas, mais elas vão crescer. Lembre-se: uma ferida curada vira cicatriz e cicatrizes não doem! Você não precisa ter medo, você não precisa nem se esquecer das situações, o que você precisa é curar a dor que ainda sente.


Em seguida:


– Faça uma lista de situações em que se sentiu rejeitado: relacionamentos amorosos, amizade, família, trabalho.
– Aceite o que aconteceu, pois já está no passado. Mesmo que tenha acontecido hoje de manhã, não se culpe, não se coloque como vítima, apenas aceite.
– Sinta cada uma dessas situações e entenda exatamente o que está acontecendo com você. Perceba a forma como a situação o abalou, identifique o tipo de sentimento. Apenas sinta e não julgue.
– Sente-se em um lugar tranquilo e faça algumas respirações profundas. Escolha conscientemente curar a ferida para que a vibração dela não atrapalhe a sua vida. Escolha continuar no caminho do amor.


– Feche os olhos e se sinta acolhendo essa emoção. Não a rejeite, apenas acolha. Diga a ela que entende o motivo dela estar ali, que ela só quer protegê-lo do sofrimento, mas que você escolhe acolhê-la com amor e assim ela vai enfraquecendo o sofrimento e expandindo uma luz dourada que vem brilhando do seu coração.

Se você realmente quer se livrar desse sentimento que só te traz sofrimento se comprometa a fazer esses exercícios e com o tempo vai se sentir bem mais leve e quando olhar para a cicatriz não vai mais sentir toda a dor.

Como usar a lei da atração para relacionamentos:

Artigo Anterior

5 dicas para aprender a dizer não!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.